Transtorno Bipolar Adolescência – O que é, Sinais e Tratamento

Transtorno Bipolar Adolescência – O que é, Sinais e Tratamento Foto: Freepik
Transtorno Bipolar Adolescência – O que é, Sinais e Tratamento Foto: Freepik

Mudanças de humor extremo, momentos de euforia oscilando com baixa energia, passando a afetar a vida do adolescente e causar problemas prejuízos na rotina e relacionamentos, isso pode indicar Transtorno Bipolar Adolescência.

E, para que você conheça detalhadamente, veja estes tópicos:

– O que é o Transtorno Bipolar Adolescência?

– Quando inicia o Transtorno Bipolar Adolescência?

– Sinais do Transtorno Bipolar Adolescência

– Como diferenciar Transtorno Bipolar Adolescência de outros diagnósticos?

– O que causa o Transtorno Bipolar Adolescência

– Como ajudar meu filho com Transtorno Bipolar Adolescência

– Tratamento para Transtorno Bipolar Adolescência

– E outras Informações Crucias para a Saúde Mental do Adolescente.

O que é o Transtorno Bipolar Adolescência?

O Transtorno Bipolar Adolescência (que também pode ocorrer na infância) era pouco diagnosticado. Contudo, recentemente, temos observado a importância de fazer o diagnóstico precocemente.

Primeiramente, a bipolaridade na adolescência é um transtorno de humor. Então, imagine um pêndulo que se move em direções opostas, para um lado e depois para o outro.

Por exemplo, oscilando entre momentos em que o jovem pode estar extremamente feliz, cheio de energia e otimista, como se pudessem conquistar o mundo.

Mas, em outros momentos, pode se sentir muito triste, sem energia e até desesperançosos.

Portanto, essas mudanças de humor podem acontecer rapidamente e de forma imprevisível, o que pode ser confuso e difícil de entender, especialmente, para os pais.

O que é o Transtorno Bipolar

Quando inicia o Transtorno Bipolar Adolescência?

Não há uma idade exata de apresentação dos sintomas. Hoje se reconhece o surgimento de sintomas tanto na infância quanto na adolescência.

Por isso, é importante buscar um profissional especializado para uma avaliação clínica adequada. Isso porque, o diagnóstico e tratamento precoces influenciam diretamente na funcionalidade da vida e dos relacionamentos.

TOC na Adolescência – Descubra o que é, sintomas, causas, diagnóstico, tratamento

Sinais do Transtorno Bipolar Adolescência

Alguns sinais do Transtorno Bipolar Adolescência se manifestam, principalmente, em alterações extremas no humor. E há outros, que podem indicar alerta para os pais. Entenda:

Alterações Extremas no Humor

Esse sinal é a maior marca da bipolaridade – essa grande instabilidade emocional. Então, pelos seguintes marcos:

Episódios de depressão alternando com episódios de euforia

Existem tipos diferentes de Transtorno Bipolar Adolescência. Portanto, a alteração de humor sofrerá variação de acordo com o diagnóstico (Bipolar Tipo 1, 2, ou outros). Ainda assim, em geral as oscilações acontecerão com maior ou menor intensidade entre os estados descritos abaixo:

Episódios de Mania ou Hipomania

Sentimentos intensos de felicidade e bem-estar, que podem ser muito elevados e desproporcionais. Também aumento de energia, diminuição da necessidade de sono, maior impulsividade, autoestima aparentemente ótima.

Episódios de Depressão

Sentimentos intensos de tristeza ou vazio, perda de interesse nas atividades, alterações de apetite. Além disso, sensação de cansaço e baixa energia, pensamentos suicidas ou comportamento autolesivo.

sinais de transtorno bipolar adolescencia - Psicóloga Fabíola Luciano
Sinais de Transtorno Bipolar Adolescência Foto: Freepik

Leia Mais sobre a Depressão na Adolescência

Dificuldade de Concentração

Transtorno Bipolar Adolescência gera incapacidade de se concentrar ou manter o foco.

Irritabilidade

Demonstram mais irritação ou agressividade na forma de reagir às situações. Muitas vezes, apresentando irritação grande com coisas pequenas.

Causa Grandes Problemas na Vida Diária do Adolescente

Mais dificuldade de manter relacionamentos estáveis com amigos e familiares. Ademais, assumem mais comportamentos de risco como álcool, drogas, sexo.

Também sofrem muito com essa instabilidade emocional, além do prejuízo na parte pedagógica.

E vale ressaltar que as consequências do Transtorno Bipolar Adolescência dependem de muitos fatores como:

  • Idade do início e gravidade dos sintomas;
  • Quantidade dos episódios;
  • Ambiente e rede de apoio;
  • Diagnóstico assertivo;
  • Acesso ao tratamento adequado.

Têm efeitos extremos na energia, no pensamento e no comportamento

Como o humor se altera muito sem que o adolescente queira, essa mudança repentina irá alterar toda sua forma de enxergar o mundo, se relacionar com as pessoas, agir e pensar.

Comportamentos Explosivos, Agressivos ou Impulsivos

Acessos de raiva, agressividade verbal ou até física, além de atitudes impulsivas, de forma recorrente, podem indicar sinais de Transtorno Bipolar Adolescência.

Maior Risco de Envolvimento em Atividades Perigosas

Adolescentes com Bipolaridade tendem a se envolver mais em comportamentos que envolvam maior risco à sua integridade.

Exemplificando, direção arriscada, comportamento sexual de risco, uso e abuso de substâncias, comportamento autolesivo, compulsão por compras ou qualquer tipo de comportamento mais impulsivo ou arriscado.

Dificuldade em Controlar as Emoções

Torna-se difícil conseguir manejar a intensidade com que as emoções surgem e o impulso de ação que elas geram.

Por isso, o tratamento especializado ajuda a desenvolver a capacidade de autogerenciamento. Também o paciente aprende estratégias para identificar e regular as emoções, além de adquirir autonomia.

Ansiedade na Adolescência – Causas, principais sintomas e tratamentos

Como diferenciar Transtorno Bipolar Adolescência de outros diagnósticos?

É importante considerar 3 pontos:

  1. Intensidade – os episódios de humor são fortes, intensos, persistentes (Não se trata de uma “birra” ou “chamar atenção”);
  2. Duração – pode levar de semanas a meses, ininterruptamente;
  3. Impactos na vida diária – prejudica suas atividades cotidianas, relacionamentos, entre outros.

Por fim, é necessário conhecer os sintomas, o histórico familiar (genética) e excluir outras condições médicas ou psicológicas.

Naturalmente, é um diagnóstico complexo, que pode exigir um tempo de acompanhamento e que deve ser feito por um profissional especialista em Transtorno Bipolar Adolescência. Os pais devem estar atentos para não tardar demais ao buscar esse suporte.

O que causa o Transtorno Bipolar Adolescência

A causa ainda não está totalmente definida, mas acredita-se que seja multifatorial. Nesse sentido, apresenta uma combinação genética, ambiental e biológica.

Para tanto, a genética tem papel importante – adolescentes que tenham familiar próximo diagnosticado com Bipolaridade tem aumento significativo na chance de desenvolver a doença.

Outros fatores interferem, como:

  • Ambientais – adolescentes que vivenciaram eventos estressantes, traumáticos, abusivo ou instável tendem a ter um maior risco de desenvolver essa condição.
  • Biológicas – É possível que determinadas partes do cérebro que regulam o humor tenham um funcionamento diferenciado.

Como ajudar meu filho com Transtorno Bipolar Adolescência

Entender sobre transtorno bipolar adolescência é fundamental. Então, você deve aprender sobre o diagnóstico, saber como ele funciona e o que esperar.

transtorno bipolar adolescencia 2 - Psicóloga Fabíola Luciano
Trasntorno Bipolar Adolescência Foto: Freepik

Além disso, favoreça a comunicação entre vocês, para poder compreender o que se passa dentro dele.

Incentive-o a um estilo de vida saudável. Inclusive, o sono é um fator de estabilização essencial no Transtorno Bipolar Adolescência.

Por fim, auxilie na adesão ao tratamento medicamentoso e terapêutico.

Tratamento Psicológico Para Adolescentes

Tratamento para Transtorno Bipolar Adolescência

Um fator que atrapalha muito é que a fase da adolescência já é comumente marcada por instabilidade emocional. Mediante isso, os pais podem demorar para perceber a necessidade de buscar acompanhamento enquanto os sintomas progridem.

Contudo, o tratamento especializado em Transtorno Bipolar Adolescência é fundamental para que o jovem consiga ter uma vida estável. Tanto ao longo da adolescência, quanto em toda a sua fase adulta. E a boa notícia é que existem tratamentos psicológicos auxiliares.

Além disso, o tratamento medicamentoso é uma parte indispensável. Muitas vezes, ele é que irá controlar ou evitar a alternância entre os episódios de humor.

Assim sendo, essa combinação, terapia e medicação, se torna muito mais efetiva, além levar à melhora do quadro clínico.

Importância do Diagnóstico Precoce

O Transtorno Bipolar Adolescência atinge 1% dos jovens ao longo da vida tanto o bipolar I quanto o bipolar II. E um estudo aponta que entre 20 a 40% dos jovens tratados como Depressão terão alteração no diagnóstico para bipolaridade após 5 anos de tratamento.

Então, o diagnóstico precoce é crucial para que o adolescente receba tratamento apropriado minimizando as consequências do transtorno, que vão desde o fracasso escolar até complicações emocionais mais graves.

Portanto, a avaliação diagnóstica é baseada na avaliação clínica, envolvendo informações dos pais e do próprio adolescente.

tratamento para transtorno bipolar adolescencia - Psicóloga Fabíola Luciano
Tratamento para Transtorno Bipolar Adolescência Foto: Freepik

Plano de Tratamento do Transtorno Bipolar Adolescência

A TCC é considerada uma excelente abordagem para o tratamento do Transtorno Bipolar Adolescência. Nesse sentido, abrange estas estratégias e técnicas:

  1. Educação sobre o transtorno: A TCC ajuda os jovens e familiares a entenderem melhor o seu diagnóstico, aprendendo a diferenciar sua personalidade do transtorno.
  • Monitoramento de sintomas: Os adolescentes aprenderão a fazer auto monitoramento e a reconhecerem os sintomas.
  • Identificação e modificação de pensamentos inadequados: Aprender a desafiar crenças e pensamentos que contribuam para a manutenção dos sintomas ativos.
  • Gerenciamento de Crises: Perceber gatilhos e aprendem estratégias para sair das crises.
  • Habilidades para Resolução de Problemas – Evitar comportamentos que piorem as crises, como impulsividade etc.
  • Adesão ao tratamento – terapêutico e medicamentoso.
  • Prevenção de recaídas – Reconhecimento dos primeiros sinais dos episódios de forma que o adolescente possa tomar medidas que ajudem a minimizar ou evitar potencializar o episódio.

Saiba mais sobre Terapia Cognitivo Comportamental

O entendimento do transtorno garante mais autonomia para o Transtorno Bipolar Adolescência. Inclusive, é considerado um pilar central do tratamento.

E vale destacar que a intervenção precoce pode preparar o seu adolescente para o sucesso a longo prazo. Auxiliando a concluir estudos, ampliar sua independência e desenvolver uma vida mais estável pessoa e profissionalmente.

Lembre-se de que o transtorno bipolar, embora não tenha cura é tratável, especialmente, quando detectado no início da vida.

Por essa razão, o Tratamento Especializado assume um lugar de tanto destaque. E, caso queira mais esclarecimentos, não hesite em nos contatar ao clicar em Agendar uma Consulta.

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

Referências Complementares:

WAGNER, Cláudio Joaquim Paiva. Transtorno do Humor Bipolar: A Importância do Diagnóstico precoce na Infância e na Adolescência. Revista de Psicologia da IMED, Passo Fundo, v. 1, n. 1, p. 28-38, jun. 2009. ISSN 2175-5027. Disponível em: https://seer.atitus.edu.br/index.php/revistapsico/article/view/9/9. Acesso em: 26 maio 2024. doi:https://doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v1n1p28-38.BENEDITA AMORIM DE SOUSA E SILVA;MARISE DE JESUS ALMEIDA DINIZ ;VERA LUCIA DINIZ MENDONÇA.pdf

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

São Paulo, 30 de maio de 2022, por Psicóloga Fabíola Luciano – A Automutilação é um tema sério que gera

São Paulo, 19 de maio de 2023, por Psicóloga Fabíola Luciano – Especialista pela USP – Um dos tratamentos baseados

crianças felizes

As mudanças desejadas serão trabalhadas em sessão e precisarão do apoio