A Doença da Mentira - Mitomania

A Doença da Mentira – Mitomania: Entenda como reconhecer um mentiroso patológico. Quais os Sintomas, Causas e Tratamento. 

O que é a A Doença da Mentira?

A Doença da Mentira é chamada também de “mitomania” e se caracteriza pela tendência a mentira compulsiva. A pessoa passa a assumir um estilo de vida baseado sempre em histórias que ela inventa e divulga entre as pessoas que conhece, na maioria das vezes, como as mentiras são tão variadas e constantes, o mentiroso compulsivo acredita realmente que viveu as experiências narradas, apesar desta ser uma linha tênue. O mentiroso patológico pode contar desde mentiras corriqueiras e cotidianas, sem nenhum impacto para si ou para os outros, até mentiras que sejam de grande proporção, em ambos os casos a pessoa não se sente compelida a revelar a verdade, ao contrário, ela segue sustentando a mentira como se fosse a mais pura verdade.

Quando se trata de mentira compulsiva ( em que a pessoa não consegue parar de mentir), que interfere nas relações familiares, sociais e no julgamento racional do cotidiano, podemos afirmar que estamos falando da mitomania. 


Alguns estudos referem a doença da mentira ou mitomania como um sintoma associado a um outro distúrbio chamado de transtorno factício, isso significa que a pessoa produz intencionalmente sintomas físicos ou mentais de alguma doença, sendo que na realidade ela não é portadora daqueles sintomas que apresenta.

Mitomania - Doença da Mentira

O ciclo da mitomania – Da infância à fase adulta

É normal que todos mintam na infância, já que nessa fase, existe a imaturidade mental. Em alguns casos, crianças mentem na tentativa de preservar a autoimagem, pois tem dificuldade para lidar com críticas ou frustrações.

Dentro do funcionamento natural do ser humano, conforme vão adquirindo maturidade as pessoas passam a abandonar a mentira como forma de defesa, aprendendo a assumir a consequências de seus atos, a doença da mentira surge justamente quando a pessoa perde este referencial e adota a mentira compulsiva como uma forma de lidar com a vida sem consequências negativas associadas.

Conforme as mentiras trazem prazer, impunidade, alívio, sentimento de poder e aceitação em um grupo, pode se criar um ciclo que reforce o comportamento da mentira compulsiva, pois grande parte das vezes, a origem desse distúrbio é a baixa autoestima.

 

Como identificar um Mentiroso Compulsivo?

Doença da Mentira - Mitomania

Como cuidar para que as Crianças não desenvolvam o problema?

Ao contar “ histórias incríveis” mesmo que não sejam verdade, muitas vezes a criança passa a sentir-se querida, interessante e aceita pelo grupo. É importante atentar-se às histórias contadas, a como ela reage às frustrações e sua tendência a omitir a verdade, desta forma será possível orientar essa criança sobre as consequências que a mentira pode trazer, ou seja, não alimentar mentiras, contribui para o não desenvolvimento da Doença da MentiraMitomania.

 

Causas da Mitomania – A Doença da Mentira

Histórico de vida, relacionamentos, genética, experiências e a relação parental, são um conjunto de fatores apontados como possíveis causas da Doença da Mentira, apesar de alguns estudiosos dizerem que não existe uma causa específica. Alguns estudos diferenciaram o funcionamento, composição e a estética do cérebro de “pessoas normais” e dos mentirosos patológicos. O “cérebro mentiroso” tem mais massa branca do que cinza. A massa branca é responsável pela agilidade do raciocínio, imaginação e criatividade, ou seja, fatores que aumentam a capacidade cognitiva do indivíduo.

Pessoas que têm “esse excesso” de massa branca, têm grande agilidade e facilidade para inventar histórias repletas de mentiras, adaptando sempre ao seu ponto de vista. Já a massa cinza, é responsável pela razão, pelo processamento de informações e pelo comportamento moral.
Apesar disso, não pode-se afirmar esse fator biológico seja a causa, e sim, uma junção de fatores com o histórico de vida e os demais citados anteriormente.

A Doença da Mentira - Mitomania Sintomas

A Doença da Mentira Mitomania Sintomas:

  • A mentira é uma característica natural da personalidade, havendo uma tendência duradoura a contar mentiras, não por uma provocação imediata ou pressão social;
  • A pessoa conta histórias que contêm referências à realidade, ou seja, podem até parecer plausíveis;
  • Em alguns casos, o mentiroso compulsivo se apresenta de maneira muito favorável, por exemplo, como extremamente feliz, esperto, bem sucedido ou corajoso;
  • As histórias, ou melhor dizendo, aventuras imaginárias manifestam-se em diversas circunstâncias, de maneira crônica e com temas variados, mas, que retratam o indivíduo de maneira sempre positiva;
  • As histórias não são sempre para conseguir vantagem ou recompensa, trata-se do funcionamento psicológico, onde a pessoa  apenas não consegue parar de mentir;
  • Medo, timidez e necessidade de atenção/aprovação são motivações totalmente emocionais para a mentira compulsiva;
  • As histórias contadas não são manifestação de delírio qualquer outro tipo de psicose. No caso do mentiroso patológico apesar da enorme dificuldade de dizer a verdade, quando ele é confrontado e não vê mais saída, pode admitir que as histórias são falsas, mesmo não querendo fazer isso.
  • O mentiroso compulsivo não sente arrependimento por não dizer a verdade e se estiver conseguindo enganar as pessoas com suas mentiras ele não expressará nenhum valor moral sobre isso.

A doença da Mentira - Mitomania

Doença da Mentira – Mitomania Tratamento


O tratamento Mitomania é realizado com um Psiquiatra e um Psicólogo especializado. 

A terapia cognitiva comportamental é a mais indicada no caso de Mitomania Tratamento, isto porque em geral o paciente já desenvolveu uma forma quase crônica de se relacionar com a mentira e a terapia especializada irá ajudar a refazer este caminho e reverter esta forma de funcionamento inadequado. Na terapia e tratamento da doença da mentira será possível analisar o histórico de vida e compreender os mantenedores deste comportamento, podendo então instaurar uma mudança de hábitos de forma gradual e assertiva

Assim, a Mitomania Tratamento irá trazer os seguintes benefícios ao paciente:

  • Ajudar a perceber os motivos que o fazem mentir compulsivamente
  • Criar repertório de Enfrentamento
  • Criar repertório de Tolerância à frustração
  • Fortalecer a Autoestima
  • Compreender o funcionamento psicológico
  • Desenvolvimento de Estratégias mais Assertivas
  • Desenvolvimento de Habilidades Sociais
  • Minimizar o comportamento de Mentir

A doença da mentira não  se resolve sozinha, é preciso um tratamento especializado para mitomania para auxiliar no processo e reverter este caminho em direção à mentira, bem como todo o impacto que ele gera nas relações sociais. Não deixe de buscar ajuda!

Conheça a Psicóloga Fabíola

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

11 Respostas para A Doença da Mentira – Mitomania
  1. Avatar

    Adilson M. Araujo olha ai..falei que é doença. .

  2. Avatar

    Francisco José Espínola, estão nos chamando de mentirosos. Faz alguma coisa aí, mito.

  3. Avatar

    Olha ai joao João Pedro Rodrigues

  4. Avatar

    Adorei! conheço muitas pessoas assim

  5. Avatar

    O caso daquela moça(que disse ter sido acediada)com o dep Marco Feliciano, se exemplifica bem essa doença.. .a historia dela é fantástica!!!

  6. Avatar

    Não creio que terei resposta mas tenho que admitir sou mitomaniaco e preciso de ajuda de um grupo online

    • Psicóloga Fabíola Luciano

      Carlos, bom dia!

      Infelizmente não conheço nenhum grupo online para te indicar, mas sugiro que você busque por essa informação ai na sua cidade.
      Ou pelo menos por um acompanhamento psicológico individual.

      Beijo grande,

      Psicóloga Fabíola Luciano.

  7. Avatar

    Nossa me ajudou muito o texto, obrigada Dr.Fabíola

  8. Avatar

    Tenho uma pessoa na família com esta doença e está sendo muito difícil lidar com isso. Se a pessoa não buscar ajudar e não querer se ajudada fica mais difi l ainda.


[top]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!