Como Saber Se Tenho TOC?

Como Saber Se Tenho TOC? Foto: Freepik
Como Saber Se Tenho TOC? Foto: Freepik

Será que há alguma maneira em como saber se tenho TOC? Muitas vezes, podemos associar o TOC a comportamentos rotineiros, de organização, limpeza ou habitualmente conhecidos como TOC.

No entanto, o TOC possui características específicas sendo as principais a Obsessão e Compulsão associadas à ansiedade intensa.

Então, é fundamental entender bem como seu funcionamento para identificar o que é e o que não é parte deste diagnóstico.

Para isso, descubra:

– O Que É TOC?;

– O Que Não É TOC?;

– Qual A Diferença Entre TOC E Manias?;

– Sintomas Do TOC;

– Como Saber Se Tenho TOC?;

– Sinais De Alerta Para Saber Se Tenho TOC;

– Comportamentos De Pessoas Que Tem TOC;

– TOC Tem Tratamento?.

O Que É TOC?

É uma doença psicológica envolvendo pensamentos intrusivos, obsessivos seguidos ou não de comportamentos compulsivos. Aqui estão alguns conceitos relevantes a seu respeito:

  1. Obsessões se referem aos pensamentos involuntários acerca de algo que gera medo, tensão, preocupação excessiva, dúvida;
  2. Compulsões se referem a rituais que a pessoa pratica frequentemente, por semanas, meses e até anos. Geralmente, para sanar a ansiedade das obsessões;
  3. Uma pessoa com TOC tenta administrar esses pensamentos por meio de rituais;
  4. Medo e ansiedade são o combustível do TOC;
  5. O medo e ansiedade não necessariamente seguem uma lógica. As preocupações podem irracionais e imaginárias. Por vezes, desconectadas da realidade;
  6. É incapaz de parar o que pensa e o que faz;

Assim, o portador de TOC começa a ter obsessões sobre algo muito ruim, que gera muita ansiedade e aflição. Para lidar com elas inicia a compulsão que promove alívio de curta duração. Logo, o alívio vai embora e recomeça tudo novamente.

É importante destacar que a pessoa pode ter a presença de obsessões, compulsões ou ambas no TOC. Por fim, essa condição de saúde mental consome tempo, energia, sofrimento e gera prejuízos em áreas importantes da vida, por isso, o tratamento especializado é primordial.

Leia mais: Principais Tipos de TOC – Transtorno Obsessivo-Compulsivo

O Que Não É TOC?

Uma das formas em como saber se tenho TOC é descobrir o que não é TOC. Para isso, não é TOC quando você:

  • Não está preso em um pensamento repetitivo que causa medo e preocupação;
  • Quando não está interferindo no funcionamento das atividades rotineiras;
  • Se você tem alguma mania, um hábito que não o impede de fazer suas tarefas cotidianas;
  • Consegue administrar os pensamentos e não se sente obrigado a fazer coisas para amenizá-los;
  • Não há presença de sofrimento intenso e frequente, ou de angústia extrema.
Como Saber Se Tenho TOC? Foto: Freepik
Como Saber Se Tenho TOC? Foto: Freepik

Qual A Diferença Entre TOC E Manias?

Ter manias de limpeza, de cuidados com o corpo, de zelo ou de organização pode ser bastante saudável. Todavia, se elas começam a afetar a sua capacidade de viver seu dia ou direcionar suas atitudes, pode ser ponto de atenção.

Então, “manias” podem ser caracterizadas como algo que não o prejudica enquanto o TOC traz impactos claros na rotina e sofrimento emocional.

Por fim, a mania não provoca ansiedade. Ao contrário, pode ser prazeroso. E há uma administração fácil de controle que no TOC não existe, pois, a pessoa não consegue controlar suas Obsessões e Compulsões.

Sintomas Do TOC

Os pensamentos de quem possui TOC podem vir em todas as formas e envolver muitos tipos diferentes rituais. Geralmente, giram em torno de coisas como perigo, sujeira e contaminação, ou preocupações com sexualidade ou religião.

Para que uma pessoa seja diagnostica com TOC, ela precisa apresentar os seguintes grupos de sintomas:

  • Preocupações, imagens, impulsos e dúvidas aparecem repentinamente na mente, sem que a pessoa tenha controle sobre eles;
  • Tentativa de aliviar estes pensamentos empregando comportamentos repetitivos;
  • Alívio temporário dos pensamentos intrusivos após rituais que executa ;
  • Sensação como se sua mente estivesse sendo “invadida” por pensamentos horríveis repetidamente;
  • Sentir-se assustado, enojado, culpado, inseguro ou deprimido são comuns no TOC;
  • Presença elevada de Medo e Ansiedade.

Como Saber Se Tenho TOC?

Até aqui você descobriu que o TOC tem duas características principais:

  1. Obsessão que significa pensamentos e impulsos recorrentes e indesejados;
  2. Compulsão que significa comportamentos repetitivos (rituais) que servem para aliviar o pensamento obsessivo.

Agora, como saber se tenho TOC? Bem, uma das indicações do TOC é a dúvida excessiva.

Então, o cérebro passa a questionar constantemente algo que antes tinha absoluta certeza (Obsessão). Com o passar do tempo e desenvolvimento da doença, ele busca uma maneira de expelir essa dúvida.

Por isso, os comportamentos repetitivos (compulsões) são comuns para justamente validar os pensamentos duvidosos, como: Checar se trancou realmente a porta várias vezes.

Posto isso, responda as seguintes perguntas:

  • Você tem pensamentos ou impulsos repetitivos e intrusivos que considera assustadores?
  • Você costuma pensar que fez ou esqueceu de fazer algo importante e se apavora com as consequências?
  • Você tem que repetir ações ou frases várias vezes para aliviar a ansiedade?
  • Esses pensamentos e comportamentos interferem significativamente em sua capacidade de funcionar ou ocupam muito tempo todos os dias?

Pense nas respostas cuidadosamente. Além disso, tome um tempo para pensar sobre o funcionamento dos seus dias. E levando em conta as perguntas acima.

8 Fatos Interessantes sobre TOC – Transtorno Obsessivo-Compulsivo

Sintomas de TOC Foto: Freepik
Sintomas de TOC Foto: Freepik

Sinais De Alerta Em Como Saber Se Tenho TOC

Os sinais de alerta sobre como saber se tenho TOC vão surgindo com o tempo. Porém, podem passar despercebidos, e serem notados somente no agravamento do quadro. Muitos casos começam a apresentar sintomas desde a adolescência.

Portanto, atenção a estes sinais. Eles podem indicar a necessidade de Tratamento especializado para TOC.

  • Pensamentos inconvenientes que invadem a cabeça com frequência, gerando mal estar;
  • Comportamento repetitivo sejam físicos ou mentais, como lavar as mãos ou ter que contar em determinada ordem mentalmente, por exemplo.
  • Manter regras rígidas que regem seu comportamento;
  • Dificuldade para sair de casa por conta de algo relacionado a estes pensamentos e comportamentos;
  • Prejuízos no Trabalho, como excesso de revisões, perda de prazos, falta de concentração ou medo excessivo de errar;
  • Exigir que os relacionamentos próximos executem os mesmos rituais, causando estresse e conflitos. Por exemplo, pedir ao marido para verificar várias vezes se trancou todas as portas;
  • Gasta tempo fazendo rituais para aliviar a ansiedade;
  • Não conseguir parar um pensamento ou um comportamento.

Comportamentos De Pessoas Que Tem TOC

Os comportamentos de pessoas que tem TOC passam por um ciclo interminável de preocupação, dúvida, medo, ansiedade e angústia. E isso afeta negativamente sua vida, tanto em como pensa como se comporta.

Então, os comportamentos de TOC mais habituais são:

  • Verificação constante se trancou a porta, se desligou o gás, se fechou a janela etc;
  • Frequentemente, lavam a si mesmos ou ao ambiente excessivamente para evitar o contato com contaminantes/ sujeira – TOC de Contaminação;
  • Evitam pessoas ou situações que desencadeiam os pensamentos intrusivos;
  • Necessidade excessiva de Simetria, Ordem e tudo no lugar é uma forma de como saber se tenho TOC;
  • Fazem longas orações ou rezas, pedido de perdão várias vezes com medo de serem punidas por algo que cometeram – TOC Religioso;
  • Pensamentos “proibidos” que geram forte incômodo;
  • Manter tudo sob controle para prevenir danos a si ou aos outros.
Tratamento TOC Foto: Freepik
Tratamento TOC Foto: Freepik

TOC Tem Tratamento?

Sim, o Transtorno Obsessivo Compulsivo tem tratamento!

Não podemos falar em cura, mas existe Tratamento com resultados efetivos na diminuição dos sintomas, levando ao controle da doença.

Isso quer dizer que com tratamento adequado o paciente pode retomar sua vida normalmente, sem os complicadores trazidos pelo TOC.

Atualmente, o tratamento com maior número de estudos científicos comprovando eficácia é a Terapia Cognitivo-Comportamental – TCC.

Terapia Cognitivo-Comportamental O Que É, Para Que Serve, Técnicas e Como Funciona

Assim, todo plano de Tratamento se baseia em evidências científicas.

Em alguns casos, a medicação também pode ser prescrita juntamente com a TCC. Esta decisão será tomada na avaliação diagnóstica.

Terapia Cognitivo-Comportamental – TCC para o Tratamento do TOC

A terapia cognitiva utiliza técnicas e ferramentas que levam o paciente a compreender exatamente o ciclo do TOC.

Além disso, ele aprenderá a lidar com as Obsessões e Compulsões, contribuindo gradativamente para a diminuição destes sintomas.

Também utilizamos estrategicamente a técnica de Exposição e Prevenção de Resposta – EPR, focando no enfrentamento dos gatilhos que desencadeiam o TOC.

Entenda todas as Fases do Tratamento Especializado em TOC

A ideia deste artigo é ajudar a responder à pergunta como saber se tenho TOC e favorecer um maior entendimento sobre este transtorno psicológico.

Então, caso você se identifique com os sintomas ou sofra com as limitações mencionadas, busque um psicólogo especialista em TOC para fazer o diagnóstico e traçar um plano de tratamento adequado.

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

YouTube Psicóloga Fabíola Luciano

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

Autoestima Baixa, Baixa estima, Problemas de Autoestima… Nomenclaturas diferentes para o mesmo problema. Recebo muitas dúvidas sobre autoestima e aqui

Entenda tudo sobre esse Transtorno de Ansiedade: Agorafobia Sintomas, Quem pode Desenvolver Agorafobia, Fatores de Risco, Nível de Sofrimento ao

Você quer entender melhor o que é Anorexia? Leia o artigo abaixo e conheça as principais características da doença. O