Ansiedade no trabalho – O que é, Como se manifesta, Causas, Sintomas, Tratamento e muito mais.

O que é Ansiedade no Trabalho?

Em algum momento da vida é normal sentir um pouco de ansiedade no trabalho já que existem, comumente, tarefas desafiadoras e estressantes. Ademais, pode surgir alta pressão para você entregar um projeto. E até mesmo um sentimento de que não está correspondendo às expectativas de seu gerente ou supervisor.

Às vezes, pode existir alguma situação que gera estresse por difícil resolução. Ou até mesmo com a pandemia Covid-19, a instabilidade do emprego, da empresa, da economia pode estar desestabilizando você.

Com tudo isso acontecendo, a ansiedade no trabalho está sendo um desafio para você a cada dia? Você sente que algo não o deixa tranquilo?

Ansiedade no Trabalho

Nestes últimos dias, você está se sentindo ansioso em seu ambiente de trabalho? Além disso, você está sabendo lidar com todo esse cenário instável e preocupante? São muitos os cenários que podem desencadear sintomas de Ansiedade no Trabalho.

Assim sendo, é importante destacar que sentir Ansiedade no Trabalho pode ocorrer com qualquer pessoa e em diferentes fases da vida. Entretanto, quando ela começa a atrapalhar as suas atividades rotineiras, diminuir seu desempenho e gera sensações que bloqueia você de seguir seu ritmo natural, então, você deve procurar ajuda de um profissional.

Ao longo deste artigo você terá uma compreensão melhor de todas essas sensações, sintomas e melhores formas de manejo.

Saiba Mais sobre Transtorno de Ansiedade

 

Como Identificar a Ansiedade no Trabalho

A Ansiedade no Trabalho se torna problemática quando uma pessoa desenvolve preocupação excessiva, medos ou até fobias especificamente em relação ao seu ambiente de trabalho ou sua capacidade desempenhá-lo. Então, a ansiedade pode afetar o foco, cognição, a satisfação e a motivação.

Todavia, é importante distinguir entre níveis saudáveis ​​de estresse e ansiedade. Nem toda vez que você sente ansiedade ela será necessariamente sintomática. A ansiedade no trabalho passa a ser parte de um quadro clínico quando ela afeta a produtividade e funcionalidade no ambiente corporativo e até fora dele, dependendo do caso.

ansiedade-sindrome-burnout-tratamento-especialista

Além disso, diante do excesso ansiedade no trabalho a pessoa se torna incapaz ou limitada para realizar suas tarefas cotidianas.

É preciso auto observação para notar quando a Ansiedade ganhando um espaço indesejado. Cada pessoa pode perceber sintomas e sinais de formas diferentes. Apesar disso, veja abaixo algumas possíveis manifestações de Ansiedade no Trabalho:

  • Medo de falar em público ou se manifestar em reuniões;
  • Medo de trabalhar em grupos ou figuras de autoridade;
  • Temor, medo de não cumprir prazos;
  • Preocupação de que suas entregas não estarão à altura;
  • Pavor/medo de humilhação;
  • Esquiva de se comprometer com novas tarefas;
  • Sente-se inadequado para uma promoção.

Associado a isso, podem existir sintomas físicos, como Taquicardia, Sudorese, Boca Seca, etc.

Quando uma pessoa não sabe lidar com essas manifestações de Ansiedade no Trabalho, elas podem piorar e causar sérias implicações tanto para o bem-estar emocional quanto para o desempenho no local de trabalho.

Portanto, ignorar os sinais de alerta pode levar a problemas maiores, como diminuição de produtividade, prejuízo nos relacionamentos interpessoais, dificuldade de concentração e uma gama de consequências do avanço desenfreado da ansiedade.

psicologa-fabiola-luciano-especialista-terapia-cognitiva-comportamental

Causas da Ansiedade no Trabalho

Embora as causas da ansiedade no trabalho sejam muito individuais e dependentes do tipo de relação que se estabelece naquele ambiente, podemos listar alguns possíveis fatores desencadeantes. Entre eles:

  1. Aumento na carga de trabalho – Estresse e ansiedade andam de mãos dadas. Então, você pode se sentir oprimido e em pânico por não se sentir capaz de lidar com a quantidade de tarefas atribuídas.
  2. Conflito com colegas de trabalho – Pode ser que esteja enfrentando discussões, discordâncias com colegas ou atritos ao se relacionar.
  3. Desempenho no trabalho – A preocupação incessante de não estar desenvolvendo um bom trabalho ou a sensação de que está prestes a ser demitido.
  4. Relação com Hierarquia – Chefes autoritários, altamente exigentes ou que mantenham um estilo de gestão muito agressivo e invalidante.
  5. Instabilidade Financeira – Outra causa comum é a pessoa que passa por uma fase de instabilidade econômica e depende da renda que o trabalho oferece. Num momento de muita incerteza no mercado, o medo do desemprego pode ser um grande fator.

ansiedade medo demissao psicologo - Psicóloga Fabíola Luciano

Quais os Sintomas de Ansiedade no Trabalho

Conforme falamos, o excesso de ansiedade no trabalho pode ter efeitos negativos.

Dessa forma, aqui estão listados alguns sintomas para ajudar no auto monitoramento:

  • Preocupação excessiva ou irracional;
  • Dificuldade em adormecer ou permanecer dormindo;
  • Reação de sobressalto exagerada;
  • Sensação de nervosismo;
  • Cansaço ou fadiga;
  • Sensação de nó na garganta;
  • Tremor sem motivo;
  • Boca seca;
  • Sudorese;
  • Coração acelerado;
  • Medo excessivo
  • Insegurança quanto ao seu desempenho

 

Além desses sintomas gerais de ansiedade, também existem alguns sinais a serem observados. Então, eles podem indicar se você está sofrendo de Ansiedade no Trabalho.

  • Necessidade de afastamento do trabalho;
  • Reações exageradas em situações ligadas ao trabalho;
  • Hiperfoco nos aspectos negativos de seu trabalho;
  • Investimento de demasiada energia ou desgaste para concentrar ou completar tarefas dentro do prazo.

Sintomas de Ansiedade no Trabalho - Psicóloga Especialista USP

Quais Impactos da Ansiedade no Trabalho

O ambiente de trabalho é um local onde as emoções do colaborador fazem muita diferença.

Por essa razão, aqui estão alguns impactos gerados pela Ansiedade excessiva no Trabalho;

  • Piora na capacidade de gerenciamento de Problemas
  • Recusa participar de reuniões e fazer apresentações;
  • Dificuldade com entregas;
  • Insegurança e tensão
  • Recusa de tarefas que lhe exigiriam mais;
  • Recusar promoções, cargos com mais responsabilidades, viagens, falar em público;
  • Esquiva de confraternizações ou interações
  • Sintomas físicos decorrentes do quadro ansioso.

sintomas-ansiedade-no-trabalho

 

Como o Ambiente de Trabalho Contribui para o Aumento da Ansiedade

O trabalho é um dos ambientes em que mais as pessoas passam tempo, incluindo você. Sendo assim, ele tanto pode contribuir positivamente como afetar negativamente o seu humor e o seu estado emocional.

Desse modo, em uma pesquisa feita em 2017-2018, pela Health and Safety Executive constatou que 15,4 milhões de dias de trabalho foram perdidos devido ao estresse relacionado ao trabalho.

Logo, o relatório apontou estes fatores como resultado:

  • Conteúdo do trabalho (Tarefas inadequadas para as competências do colaborador e suas demandas)
  • Jornada inflexível;
  • Falta de suporte;
  • Cultura organizacional;
  • Más práticas de gestão;
  • Ambiente físico do trabalho.

 

Consequências da Ansiedade no Trabalho para a Vida Pessoal

A ansiedade no trabalho por diversas vezes pode invadir nossa vida pessoal. Depois de um longo dia na empresa, ao chegar em casa e diminuir a tensão muitos de nós acabamos descontando nosso estresse no parceiro, nos filhos ou outras pessoas importantes.

Às vezes, um pequeno desentendimento no trabalho pode ocasionar brigas com o parceiro ou impaciência excessiva com os filhos. Como resultado o ambiente familiar acaba pagando uma conta que não lhe pertence.

E, se não tomarmos cuidado, permitimos que nosso estresse no trabalho se espalhe por todos os âmbitos da nossa vida, muitas vezes, às custas de nossas famílias e relacionamentos ou de nossa saúde.

psicologa-especialista-transtorno-ansiedade-sp

E toda essa Ansiedade, Pode Piorar?

A ansiedade surge quando uma pessoa teme que algo ruim vá acontecer. Assim sendo, se refere a um sentimento de medo ou preocupação que geralmente está relacionado a um determinado problema ou situação desagradável.

Até esse ponto, é extremamente natural. Todavia, ela pode evoluir para um nível mais grave desenvolvendo Síndrome do Pânico, Transtornos de Ansiedade e a Síndrome de Burnout.

Desse modo, para você obter uma visão melhor sobre eles, abaixo estão algumas informações breves a respeito de cada um.

Síndrome do Pânico

Um ataque de pânico é um breve episódio de intensa ansiedade, que provoca fortes sensações físicas de medo. Incluindo batimento cardíaco acelerado, falta de ar, tonturas, tremores e tensão muscular.

Além disso, os ataques de pânico podem ocorrer com frequência e forma inesperada. Muitas vezes, não estão relacionados a nenhuma ameaça externa.

Um ataque de pânico pode durar de alguns minutos a meia hora. No entanto, os efeitos físicos e emocionais do ataque podem durar algumas horas e ainda se tornarem um temor constante para a pessoa que não sabe quando terá outra crise.

Entenda melhor a Síndrome do Pânico

crise de panico psicologa especialista ansiedade - Psicóloga Fabíola Luciano

Transtornos de Ansiedade

Os transtornos de ansiedade são um grupo de doenças relacionadas, cada uma com sintomas únicos. No entanto, todos os transtornos de ansiedade têm uma coisa em comum: medo persistente e excessivo ou preocupação em situações, ainda que não sejam ameaçadoras, e muita Ansiedade. Artigo sobre Principais Transtornos de Ansiedade

Desse modo, as pessoas geralmente apresentam um ou mais dos seguintes sintomas:

Sintomas Emocionais:

  • Sentimentos de apreensão ou pavor;
  • Sensação de tensão ou nervosismo;
  • Inquietação ou irritabilidade;
  • Antecipação do pior cenário
  • Ficar hipervigilante a sinais de perigo.

Sintomas Físicos:

  • Coração batendo forte ou acelerado e falta de ar;
  • Suor, tremores e contrações musculares;
  • Dores de cabeça, fadiga e insônia;
  • Estômago virado, micção frequente ou diarreia.

sindrome burnout psicologa especialista - Psicóloga Fabíola Luciano

Síndrome de Burnout

Burnout é um estado de exaustão física e emocional com sua origem unicamente no trabalho. Logo, pode ocorrer quando você passa por um estresse de longo prazo em seu trabalho ou quando trabalha em uma função física ou emocionalmente desgastante por um longo tempo.

Outros fatores como gestão autoritária, ambiente corporativo competitivo e excesso de cobranças podem ser desencadeantes.

Assim sendo, é importante mencionar que Burnout não desaparece por conta própria. É preciso compreender a existência do quadro e tratá-lo.

Conheça mais sobre o Tratamento da Síndrome de Burnout

Quando a Ansiedade é benéfica?

A ansiedade é uma reação a uma situação que identificamos como estressante ou perigosa.

Então, isso é realmente muito bom quando há uma ameaça real de perigo presente. Uma parte importante do trabalho do nosso cérebro é nos manter vivos, e o medo e a ansiedade fazem parte disso como instinto de sobrevivência.

Por exemplo, a ansiedade no trabalho diante de uma situação que você não sabe como agir é perfeitamente normal. Assim, isso a leva a buscar formas para ter êxito na tarefa.

Mas se você tem constantemente ansiedade no trabalho, ou seja, se essa reação ao estresse aparece quando não deveria ou sem motivo já é preocupante. O que vai  acontecer é que você se sentirá da mesma maneira que quando está em uma situação perigosa … [mas] não há nenhum perigo real. Isso é extremamente desgastante.

Portanto, em vez de ser útil, essa falha na reação de lutar ou fugir pode te atrapalhar.

psicologa fabiola tcc ansiedade tratamento - Psicóloga Fabíola Luciano

Embora um pouco de ansiedade também possa ajudá-lo a desempenhar, dando-lhe uma explosão de adrenalina e hiper foco para terminar uma proposta de negócios antes do prazo ou fazer uma apresentação, viver em um estado constantemente elevado de ansiedade pode ter efeitos indesejados, ou favorecer o surgimento de quadros clínicos.

Quando pensamentos ansiosos estão interferindo em sua vida e causando um sofrimento significativo, isso não é algo que você deva simplesmente ignorar.

Quando sua vida começa a ficar limitada por causa da ansiedade, é um sinal de que é hora de procurar tratamento especializado.

 

Qual é o Tratamento Indicado?

Geralmente o Tratamento para Ansiedade no Trabalho é realizado por um Psicólogo Especializado em Ansiedade e, se necessário, um Psiquiatra que irá prescrever medicações.

Dentre as abordagens terapêuticas, destacarei a  Terapia Cognitivo Comportamental (TCC), o método de tratamento psicoterápico baseado em evidências focado na mudança de pensamentos e comportamentos negativos.

 

Terapia Cognitiva Comportamental

A Terapia Cognitiva Comportamental – TCC é uma forma de tratamento eficaz para Ansiedade. Assim sendo, é focada na tríade: Pensamento, Emoção e Comportamento, visando compreender as relações entre nossa forma de pensar e interpretar os fatos, sobre nossos comportamentos, incluindo as reações ansiosas.

Na prática, a terapia cognitivo-comportamental geralmente consiste em identificar os pensamentos e comportamentos problemáticos e substituí-los por respostas mais adaptativas.

tcc psicologa fabiola - Psicóloga Fabíola Luciano

Por exemplo, digamos que Larissa fica ansiosa em situações no trabalho e começa a evitar reuniões e se isolar dos seus colegas. Desse modo, um profissional de TCC pode ensiná-la sobre a identificação das emoções e das reações de medo que estão sendo desencadeadas irracionalmente.

A partir disso, trabalhamos em mapear os gatilhos emocionais desta situação, construir gradualmente um plano de ação para ajudá-la a conseguir enfrentar sua participação em reuniões e o convívio com os colegas.

Frequentemente, eles avaliarão o que funcionou e o que não funcionou e ajustarão seus métodos até que Larissa possa se socializar confortavelmente em seu ambiente de trabalho.

Portanto, a TCC oferece um tratamento satisfatório para quem está com problemas de ansiedade no trabalho. Além disso, é uma terapia eficaz que tem como objetivo a diminuição dos sintomas.

 

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

 

Deixe um Comentário