Quais Fatores Podem Desencadear Uma Crise De Ansiedade?

Quais Fatores Podem Desencadear Uma Crise De Ansiedade? Foto: Freepik
Quais Fatores Podem Desencadear Uma Crise De Ansiedade? Foto: Freepik

São Paulo, 23 de março de 2023, por Psicóloga Fabíola – Diferentes eventos, situações, hábitos, pessoas, memórias, áreas da vida e agentes estressores podem provocar uma crise de ansiedade. Por isso, conhecer quais são os fatores que desencadeiam a ansiedade é o primeiro passo. Então, se você tem interesse ou está lidando com essa dificuldade, leia este artigo!

Você já se sentiu sufocado, com a sensação de não conseguir respirar? Ou, talvez, sem motivo aparente você sente um medo avassalador?

Às vezes, nos sentimos ansiosos por resposta a algum evento que virá, por exemplo, uma palestra em que falaremos ao público. Logo, neste cenário a ansiedade é natural, pois o nosso corpo tem uma resposta instintiva, chamada de luta ou de fuga, quando confrontado com o perigo ou estresse.

Assim sendo, a crise de ansiedade vai além de se sentir ansioso ou agitado por alguma situação que terá que enfrentar. Ela se estende a um momento de pânico, medo extremo, pavor repentino. E outros sintomas de Ansiedade combinados e elevados à sua máxima potência.

Dito isso, essas sensações ocorrem como resposta a um gatilho, a fatores que desencadeiam a essa ansiedade. Logo, a pessoa percebe que há uma ameaça à frente, um possível perigo ou até mesmo acontece espontaneamente.

Portanto, aqui abordaremos o conceito, o que a pessoa sente e quais fatores podem desencadear uma crise de ansiedade. Então, acompanhe conosco!

Crise De Ansiedade – Conceito

Episódios de curta duração e intensidade elevada da manifestação dos sintomas de ansiedade. Desta forma, as crises de ansiedade não se iniciam como uma crise, mas como sintomas de ansiedade que vão aumentando até se tornarem uma crise.

Através do tratamento, o manejo adequado pode levar a pessoa a reconhecer os sintomas logo no início. Assim, conseguindo detê-los e evitar a crise.

Saiba mais sobre a Crise de Ansiedade.

Conceito de Ansiedade Foto: Freepik
Conceito de Ansiedade Foto: Freepik

O Que A Pessoa Sente Em Uma Crise De Ansiedade?

Cada pessoa experimenta uma crise de ansiedade de forma diferente, embora existam sintomas comuns. Além disso, os fatores que desencadeiam a crise são distintos.

Desta forma, reconhecer suas emoções e sensações corporais, além de compreender bem quais as nuances de uma Crise de Ansiedade é extremamente importante para aprender a lidar com ela.

E para você identificar possíveis sintomas de uma crise de ansiedade, abaixo você terá uma lista de sintomas físicos e psicológicos.

Sintomas Físicos

  • Dor no peito;
  • Ondas de calor ou calafrios;
  • Distúrbios do sono;
  • Frequência cardíaca rápida ou coração acelerado;
  • Sensação de asfixia;
  • Fadiga;
  • Tremendo;
  • Falta de ar;
  • Tontura;
  • Tensão muscular, dor ou dores;
  • Dor de estômago;
  • Diarreia;
  • Inquietação
  • Formigamento ou dormência nas mãos ou nos pés;
  • Hiperventilar.

Sintomas Psicológicos

  • Irritável;
  • Dificuldade de concentração;
  • Sentindo que você precisa fugir;
  • Medo esmagador;
  • Onda de pânico avassalador;
  • Preocupação e angústia;
  • Sentindo-se como se estivesse fora de controle;
  • Sentir-se facilmente assustado ou no limite;
  • Paralisar – se.

Vale lembrar que cada pessoa não é necessária ter todos os sintomas para se manifestem a fim de caracterizar uma crise. Ademais, os sintomas se manifestarão de formas distintas em cada paciente.

Um efeito posterior muito comum de uma Crise de Ansiedade é a pessoa sentir tanto medo de uma nova crise que acaba experimentando um aumento da Ansiedade no cotidiano (mesmo quando a crise não vem).

Leia também: Ansiedade

Como Lidar Com Uma Crise De Ansiedade?

Ao se deparar com uma crise de ansiedade repentina, há algumas etapas que pode ajudar você a se acalmar. Eis abaixo:

  • Reconheça que você está passando por crise e tente lembrar que esses sintomas logo passarão (Não é tão simples, mas você está aprendendo);
  • Respire profundamente e de forma compassada para reduzir a hiperventilação. Com isso, gradualmente, diminuirá a sua frequência cardíaca;
  • Relaxe os músculos para liberar algumas das sensações de tensão do seu corpo. E, assim, ajudá-lo a recuperar o controle.
Lidando com a Ansiedade Foto: Freepik
Lidando com a Ansiedade Foto: Freepik

Tenha um plano para lidar com a sua crise. Treine em momentos em que a Ansiedade está presente, mas ainda está menos intensa. Desta forma, você terá um treinamento prévio que facilitará saber o que fazer no momento mais vulnerável.

Também, o tratamento especializado para Ansiedade ensinará tudo que é necessário para lidar com uma Crise de Ansiedade.

Leia mais sobre Como a Terapia Cognitiva-Comportamental pode ser eficaz para a ansiedade no trabalho

Quais Fatores Podem Desencadear Uma Crise De Ansiedade?

Os fatores ou os gatilhos que desencadeiam uma crise de ansiedade são diversos. De forma geral, a literatura associa a predisposição genética, o ambiente e a história de vida do paciente.

Agora, vale salientar que a ansiedade, dentro da normalidade, nos protege. Logo, serve como alerta para situações de perigo, nos manter vigilantes e nos faz reagir diante de uma ameaça.

Todavia, se a ansiedade funcionar de forma distorcida, ela acaba nos deixando com reações exacerbadas e desproporcionais.

Dito isso, saber se relacionar com a sua ansiedade é extremamente importante atualmente. Então, nem em demasia e nem a extinguir completamente.

Vamos falar de possíveis fatores desencadeantes, porém, não existe uma regra sobre o que causa ou não uma crise. Por vezes, uma situação que para alguém parece irrelevante, é suficiente para gerar uma Crise de Ansiedade grave em outra.

Observe os pontos abaixo e use-os como referência, mas não se limite na busca de seu entendimento próprio do que é um gatilho para você.

Posto isso, veja alguns deles:

Fatores Genéticos:

  • Histórico familiar de Transtornos de Ansiedade

Fatores Físicos:

  • Privação de Sono;
  • Privação de Alimentação;
  • Cansaço;
  • Dor;
  • Problemas de Saúde;
  • Abuso de Substâncias.

Fatores Psicológicos:

  • Um divórcio;
  • Desemprego;
  • Dificuldades Financeiras;
  • Problemas de Relacionamento (Com chefe, cônjuge, amigos);
  • Medo de Perder Algo Importante;
  • Falecimento;
  • Uma apresentação;
  • Problemas no Trabalho;
  • Dificuldade com Transição de Carreira;
  • Preocupações com a Maternidade / Paternidade;
  • Momentos de mudança na vida;
  • Pensamentos Negativos Recorrentes;
  • Medo de tomar uma decisão;
  • Medo de se posicionar;
  • Crise de Identidade;
  • Crise Existencial;
  • Pressão por Performance em qualquer área da Vida;
  • Dificuldade de Adaptação;
  • Sobrecarga Emocional;
  • Não saber lidar com suas Próprias Emoções.

Atenção: Aqui temos a parte mais desafiadora!

Diante desta grande lista com tão variados aspectos talvez você se sinta identificado e consiga compreender mais sobre sua Crise. Ou, talvez, você leia e não sinta que nada aqui explica as crises que você vem enfrentando.

Tratamento para crise de Ansiedade Foto: Freepik
Tratamento para crise de Ansiedade Foto: Freepik

Não se preocupe, a ideia é ampliar a sua percepção sobre fatores que podem desencadear uma Crise de Ansiedade. Mas o que vai te conduzir às respostas mais verdadeiras e significativas é você.

Naturalmente é preciso aprender a fazer essa busca e conectar todas as peças que compõe o seu quadro de Ansiedade. Por isso, o Tratamento Psicológico Especializado para Ansiedade é imprescindível.

Assim, se você percebe que a sua relação com a Ansiedade está desregulada, se não tem conseguido sozinho gerenciar e evitar as crises de Ansiedade, busque por Tratamento.

O tratamento garante qualidade de vida! Logo, gradualmente, o paciente vai entendendo o que acontece dentro de si.

Mediante isso, vai saindo de um quadro inicial de absoluto descontrole. E segue para a compreensão dos sintomas e aprendizagem de como lidar e evitar uma crise.

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

YouTube Psicóloga Fabíola Luciano

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

Como encontrar o equilíbrio na relação com a alimentação. Este é um tema difícil.  A Psicóloga Fabíola discute estes limites

Nenhum de nós foi preparado para lidar com a perda. Mas porque isto é ainda mais difícil para algumas pessoas?

Suicídio na Adolescência – Aqui você vai encontrar informações importantes sobre o tema. O que você vai ler neste artigo: