São Paulo, 09 de maio de 2022, por psicóloga Fabíola Luciano – Você acredita que precisa de um tratamento especializado para ansiedade no trabalho? Então, conheça como a Terapia Cognitiva-Comportamental pode ser eficaz. Além disso, lhe ajudar a vencê-la!

De acordo com NCBI – Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia, a terapia cognitiva-comportamental (TCC) se mostra eficaz. E disponível para uma ampla variedade de transtornos de saúde mental.

Desse modo, incluem transtornos de ansiedade no trabalho. A TCC também está associada a melhorias na qualidade de vida em pacientes ansiosos. Além disso, é conceituada como um tratamento de curto prazo.

E está focado em habilidades. Logo, destinada a alterar respostas emocionais não adaptáveis.

Além disso, alteram pensamentos. Como também comportamentos do paciente.

As origens da TCC remontam em parte às teorias dos primeiros pesquisadores. E que são de BF Skinner e Joseph Wolpe. Para tanto, foram pioneiros no movimento da terapia comportamental de 1950.

Desse modo, a terapia comportamental supõe mudanças. E que as mudanças de comportamentos levam a mudanças nas emoções e cognições.

Desde sua introdução, a terapia comportamental evoluiu para incluir a psicoterapia cognitiva. Então, iniciada pelos primeiros trabalhos de psicólogos como Albert Eilis e Aaron T. Beck.

A terapia cognitiva se concentra na mudança de cognições. Logo, se propõe a mudar emoções e comportamentos.

Posteriormente, os termos terapia cognitiva, terapia comportamental. Por fim, terapia cognitivo-comportamental surgiram.

Por sua relevância e excelentes resultados que gera, a TCC é utilizada com eficácia. Logo, para o tratamento de ansiedade no trabalho. E aqui abaixo você terá uma explanação melhor sobre esse tipo de terapia.

Saiba Mais sobre Transtorno de Ansiedade

O que é terapia cognitiva-comportamental – TCC

A terapia cognitiva-comportamental (TCC) é uma terapia que visa ajudá-lo a mudar seu pensamento. E, assim, mudar seu comportamento.

Então, quando você está sofrendo ansiedade no trabalho, por exemplo, ela é usada para colocar você no presente. Com isso, solucionar suas frustrações. E também anseios com técnicas terapêuticas.

Portanto, saiba mais o que é essa terapia, como funciona. Além disso, qual o seu objetivo e demais informações. Portanto, confira abaixo!

Terapia Cognitiva Comportamental Foto: Pixabay

Terapia Cognitiva Comportamental Foto: Pixabay

O que é terapia cognitiva-comportamental (TCC)?

A terapia cognitiva-comportamental é uma das terapias disponíveis para tratar problemas de saúde mental. Assim sendo, a terapia pode ser dividida em duas partes:

  • Cognição (o que você pensa) e;
  • Comportamento (o que você faz).

Como você se comporta geralmente depende de como você pensa. Logo, a TCC visa ajudá-lo a entender seus pensamentos. Com isso, você passa a pensar mais positivamente sobre certas coisas.

Desse modo, mudar como você pensa também pode mudar como se sente. Além disso, age e se relaciona com outras pessoas.

Portanto, ela se concentra em seu estado de espírito no presente. E não necessariamente se concentra em descobrir as causas de seus problemas.

Como funciona A TCC?

A TCC funciona dividindo seu problema em partes menores. Logo, para que seja mais fácil entender como as coisas estão conectadas umas às outras. E como elas afetam você.

Desse modo, essas partes menores são:

  • Uma situação – um problema, evento ou situação difícil;
  • Pensamentos ou cognições;
  • Emoções;
  • Sentimentos físicos;
  • Ações ou comportamentos.

Qual é o objetivo no tratamento da TCC?

Ajudar as pessoas que sofrem de ansiedade no trabalho. Também em outras áreas da vida.

Com isso, aprender maneiras para ajudar a si mesmos sem a necessidade do terapeuta. Ademais, ensinar a sair dos conflitos causados pelo estresse. E distúrbios de saúde mental.

Desse maneira, inspirar os clientes a desafiar suas crenças negativas. E perceber que existem outras maneiras de interagir. Também de enfrentar situações da vida que geram resultados positivos.

Além disso, ajudar as pessoas a viver uma vida ativa. Ademais, satisfatória de acordo com seus próprios valores. Enfim, colaborar para que os transtornos de ansiedade no trabalho possam ser solucionados eficazmente.

Como é se envolver em um tratamento de TCC?

Você se encontrará com seu terapeuta para iniciar o tratamento TCC. Geralmente, na primeira sessão o terapeuta fará uma avaliação. Com isso, decidir qual será o melhor plano para você.

Então, esse plano será baseado em sua situação atual, problemas. Além disso, dificuldades, objetivos e o que você gostaria de mudar.

Logo, você concordará com seu terapeuta no que deseja focar com base em suas preocupações. Como também objetivos e valores particulares.

E que seu terapeuta ajudará a esclarecer. Depois de concordar com seus objetivos para o tratamento, ele iniciará. E você começará a frequentar o consultório do profissional. Para tanto, pode ser uma vez por semana durante alguns meses.

Dessa maneira, você começará a obter os benefícios de suas novas maneiras de lidar com as coisas. E, provavelmente, começará a se sentir mais autoconfiante também.

Nesse ponto, as sessões podem ser quinzenais até o final do tratamento. O terapeuta é um profissional especializado e competente.

Então, a cada sessão, seu terapeuta lhe ensinará uma ou mais habilidades que você pode usar. E com base em suas preocupações e objetivos.

Você usará essas novas habilidades entre as sessões. Também experimentará por si mesmo como elas estão funcionando para você.

Para tanto, você pode processar como cada uma dessas novas maneiras estão funcionando em seu dia a dia. Com isso, continuar fazendo o que está funcionando. E fazer alterações, se necessário.

O que você fará em suas sessões de TCC?

A cada sessão, você concordará com seu terapeuta em sua agenda. Sendo assim, você pode incluir situações corriqueiras. Todavia, que aconteceram durante a semana em seu ambiente de trabalho. E que você não soube lidar.

Também eventos que vão acontecer nos próximos dias. Aliás, você tem preocupações ou coisas do passado que ainda vêm à sua mente. Logo, gostaria de abordar.

Normalmente, você revisará a lição de casa da última sessão. Com isso, ter a oportunidade de reconhecer seus ganhos desde a última sessão. E entender as coisas que não foram muito bem.

Há também um momento para discutir seus pensamentos sobre a sessão anterior. Sendo assim, se algo o incomodou sobre isso.

Então, você falará em profundidade sobre uma das questões que estão conectadas com seus objetivos. E descobrirá junto com seu terapeuta novos aspectos de cada situação que você não conhecia antes.

Além disso, descobrirá opções para fazer as coisas de maneira diferente. E aprender novas habilidades para ajudá-lo a avançar em direção ao seu objetivo.

Enfim, planejar como aplicar seu novo aprendizado entre as sessões. Logo, para incorporar esse novo conhecimento em sua vida diária.

Terapia Cognitiva-Comportamental Foto: Pxhere

Terapia Cognitiva-Comportamental Foto: Pxhere

Quantas sessões são necessárias?

O número de sessões depende de vários fatores. Assim sendo, condição crônica versus recente.

Há quanto tempo você está lutando com o problema que o leva à terapia? Logo, quanto mais tempo tem incomodado você, mais tempo leva para mudá-lo. Enfim, o seu nível de funcionamento fora da terapia.

Ansiedade no trabalho e tratamento para lidar com ela

Ataques de pânico, fobia incapacitante em seu trabalho? Também pensamentos perturbadores e obsessivos? Além disso, preocupação implacável, todos esses sentimentos estão fazendo parte dos seus dias?

Sendo assim, fazer um tratamento, sem dúvida, ajuda a lidar com isso. E, para a ansiedade no trabalho, a terapia costuma ser a opção mais eficaz.

Isso porque a terapia para a ansiedade – ao contrário da medicação – trata a maneira que o profissional lida com suas questões problemáticas.

Logo, essa terapia pode auxiliar a fim de descobrir as causas subjacentes de suas preocupações e medos. Além disso, você aprenderá a relaxar. Também a ver as situações de maneiras novas e menos assustadoras.

Ademais, desenvolverá melhores habilidades de enfrentamento. Por fim, resolução de seus problemas na empresa em que trabalha.

Portanto, ela oferece ferramentas para superar a ansiedade no trabalho. Ademais, ensina como usá-las a seu favor.

Duração da terapia cognitiva-comportamental

Em relação a duração da terapia, isso dependerá do tipo. Também do quão grave é o seu transtorno de ansiedade no trabalho.

Entretanto, as terapias de ansiedade no trabalho costumam ser relativamente em curto prazo. E há uma melhora entre 8 a 10 sessões.

Embora muitos tipos diferentes de terapia sejam usados ​​para tratar a ansiedade. Inclusive, no trabalho, a principal abordagem é a terapia cognitiva-comportamental (TCC).

Mas há outras e cada uma terapia de ansiedade pode ser usada sozinha. E combinada com outros tipos de terapia. Então, a terapia da ansiedade no trabalho pode ser realizada individualmente. Porém, também pode ser com um grupo com esses mesmos problemas.

Mas o objetivo é igual: diminuir seus níveis de ansiedade no trabalho. Ademais, acalmar sua mente e superar seus medos.

Com isso, irá melhorar seu desempenho na empresa, aumentar a sua produtividade. Para tanto, o ajudará a manter bons relacionamentos com os colegas de trabalho e seus superiores.

Como a Terapia Cognitiva-Comportamental (TCC) pode ser eficaz para a ansiedade no trabalho

A terapia cognitiva-comportamental (TCC) é a terapia mais utilizada para transtornos de ansiedade. Inclusive, no trabalho.

Assim sendo, é eficaz no tratamento de transtorno de ansiedade, fobias, pânico etc. Desse modo, a TCC aborda padrões negativos e distorções na maneira como a pessoa enxerga o mundo e ela mesma.

Então, envolve dois pontos principais:

  • A terapia cognitiva atua como análise. Sendo assim, sonda como a mente ou pensamentos negativos contribuem para a ansiedade.
  • A terapia comportamental atua de forma examinadora, isto é, como você se comporta. E reage em situações que levam a ansiedade.

A premissa básica da TCC é que nossos pensamentos – não eventos externos. Pois, afetam a maneira como se sente. Em outras palavras, não é a situação em que você está que determina como se sente. Mas, sua percepção da situação.

Então, para os funcionários com ansiedade no trabalho, os pensamentos negativos sobressaem. E são os que formam e alimentam as emoções negativas de estresse e medo.

Logo, o objetivo da terapia cognitiva-comportamental para a ansiedade no trabalho tem alta precisão. E visa identificar e corrigir essas crenças e pensamentos negativos.

Portanto, a sua função é mudar o jeito que você pensa. Com isso, mudará o jeito como se sente.

Desafio do pensamento da TCC para ansiedade no trabalho

O desafio do pensamento – também conhecido como reestruturação cognitiva – é um processo. Logo, desafia os padrões de pensamento negativo. Então, contribuem para sua ansiedade no trabalho, substituindo-os por pensamentos mais positivos e realistas.

Terapia Cognitiva Comportamental Foto: Pxhere

Terapia Cognitiva Comportamental Foto: Pxhere

Assim sendo, isso envolve três etapas:

  1. Identificar os pensamentos negativos

Com transtornos de ansiedade no trabalho, as situações são percebidas como mais perigosas do que realmente são. Para alguém com fobia de falar ao público, por exemplo, é um verdadeiro pesadelo e angústia.

Embora você possa ver facilmente que esse é um medo irracional, não há controle. E identificar seus próprios pensamentos irracionais. Além de assustadores, o que pode ser muito difícil.

Então, uma dica é perguntar a si mesmo o que você estava pensando quando começou a se sentir ansioso. Logo, o terapeuta irá ajudá-lo com essa etapa.

  1. Desafiar os pensamentos negativos

Na segunda etapa, o terapeuta irá ensiná-lo a avaliar seus pensamentos que provocam ansiedade. E isso envolve questionar as evidências de seus pensamentos assustadores. Também analisar crenças inúteis e testar a realidade de previsões negativas.

Para tanto, estas estratégias desafiam os pensamentos negativos:

  • Fazer experimentações;
  • Verificar e equilibrar os prós e os contras de se preocupar. Também evitar o que você teme;
  • Determinar as chances realistas do que você está ansioso. E se realmente pode acontecer.
  1. Substituir os pensamentos negativos por realistas

Após identificar as previsões de algo que é irracional, será possível mudar. E verificando as distorções negativas, você pode substituí-los por novos. E muito mais precisos e positivos.

Dessa maneira, seu terapeuta também irá ajudá-lo a apresentar declarações realistas. E calmantes que você pode dizer a si mesmo quando estiver enfrentando algo. Ou antecipando uma situação que normalmente eleva seus níveis de ansiedade.

Como funciona o desafio do pensamento?

Substituir pensamentos negativos por outros mais realistas e positivos é possível, porém, trabalhoso. Muitas vezes, eles já dominaram a mente ao longo da vida.

Então, é preciso prática para eliminar esse mau hábito. Por isso, a terapia cognitiva-comportamental é ideal. Pois também inclui praticar no ambiente de trabalho por conta própria.

Com isso, tem a finalidade de eliminar os maus pensamentos. E em relação as tarefas cotidianas na empresa. Enfim, tudo em relação aos seus colegas de trabalho.

Dessa maneira, a TCC inclui:

  • O aprendizado e o reconhecimento em que momento você está ansioso em seu trabalho. Ademais, como se sente;
  • Adquirir habilidades de enfrentamento e técnicas de relaxamento. Enfim, para combater a ansiedade e o pânico.
  • Disposição a confrontar os seus medos (na mente ou na vida real).

Portanto, a TCC para a ansiedade no trabalho envolve tudo isso. Ademais, outras relacionadas a fim de solucionar esses desconfortos. E que comprometem tanto o seu desempenho e produtividade na empresa.

Para tanto, você é o mais beneficiado, pois encontrará resposta em seu interior. Por fim, saberá lidar com questões por si mesmo com a TCC e seu terapeuta.

Deixe um Comentário