Fibromialgia Tratamento Especialista Psicóloga

Fibromialgia Tratamento – Entenda os Principais Tipos de Tratamento, O que é Fibromialgia, Quem pode desenvolver a doença, Sintomas, Fatores de Risco, Diagnóstico e se existe Cura para a Fibromialgia.

O que é Fibromialgia?

A Fibromialgia é uma Síndrome que causa forte dor muscular crônica em todo o corpo (incluindo músculos, tendões e articulações). Pessoas com essa condição podem apresentar uma série de sintomas além da dor intensa e generalizada, como insônia e muita fadiga.

Por debilitar tanto, a Fibromialgia causa um grande impacto social na vida dos pacientes, que em casos mais severos precisam se afastar do trabalho ou escola por conta das dores. Muitas das pessoas com a doença possuem problemas emocionais como ansiedade e depressão e, por conta da síndrome, esses quadros podem se agravar gerando uma piora generalizada.

A Fibromialgia atinge cerca de 5% da população mundial que, na grande maioria, são mulheres.

Neste artigo você entenderá melhor sobre os sintomas, fatores de risco, e Fibromialgia Tratamento.

Fibromialgia Tratamento Psicóloga Especialista USP

Escala de Dor na Fibromialgia

Como saber se a dor que eu apresento pode ser Fibromialgia?

Existe uma diferença importante que deve ser considerada no diagnóstico – A Dor Aguda e a Dor Crônica.

Ambas podem variar na intensidade e causar prejuízos para o paciente, mas vale ressaltar que para se tratar de Fibromialgia a dor é fundamentalmente Crônica. Isso quer dizer que a dor não está relacionada a nenhum evento em específico, mas ainda assim ela está sempre presente.

No quadro abaixo é possível diferenciar mais claramente as distinções entre os tipos de Dor.

 

 Quem pode desenvolver a doença?

Qualquer pessoa, seja criança, adulta ou idosa, pode desenvolver a Fibromialgia em algum momento. Apesar disso, existem fatores que tornam algumas pessoas mais propensas ao seu desenvolvimento, são os chamados Fatores de Risco. Eles podem estar relacionados à questões físicas, psicológicas e até genéticas.

Fatores de Risco para Fibromialgia

Existem alguns fatores físicos e psicológicos, que podem fazer com que a Fibromialgia se desenvolva em algumas pessoas. Eles são muitos e até hoje são pesquisados e apurados.

Uma das causas tem a ver com fatores genéticos. Um paciente com fibromialgia que tenha parentes (pais, irmãos, avós) que tiveram o mesmo problema tem uma predisposição a tê-la também.

Por ser uma síndrome reumática dolorosa, muitas vezes o desenvolvimento da doença no paciente pode estar relacionado à outros problemas reumáticos, como Lúpus e Artrite.

Grande parte das pessoas que têm a síndrome sofreram algum trauma (que pode ser físico ou emocional) em determinado momento da vida. Estes traumas ou eventos traumáticos podem estar ligados à questões emocionais como depressão e ansiedade, doenças que também podem apresentar sintomas de dor e, algumas vezes, o quadro evolui para a Fibromialgia.

8 em cada 10 pacientes são mulheres, gerando o entendimento que o gênero é notoriamente um fator de risco.

Pessoas com distúrbios hormonais e má alimentação também podem desenvolver a Fibromialgia. A carência de algumas vitaminas no corpo, como a vitamina D, também pode estar relacionada.

 

Sintomas Fibromialgia

Os sintomas podem variar entre os pacientes. O mais comum é a dor em diversas partes do corpo, da cintura para cima e da cintura para baixo, tanto do lado direito quanto do lado esquerdo. No geral, trata-se de um conjunto de sintomas. Abaixo estão os principais:

  • Dor muscular (nos tendões, músculos e ligamentos)
  • Músculos contraídos
  • Exaustão e cansaço
  • Dificuldade de concentração
  • Queimação na pele
  • Insônia ou sono interrompido por dores
  • Dificuldade ao realizar atividades físicas
  • Problemas intestinais e gástricos (diarreia, gases e náuseas)
  • Dores de cabeça
  • Bexiga irritável
  • Falta de ar
  • Congestão nasal
  • Tontura
  • Boca e olhos secos
  • Sudorese
  • Inchaço dos membros

Fibromialgia Tratamento Psicológico SP

Como a doença impacta a vida do paciente?

Uma pessoa que vive com dor, principal sintoma da Fibromialgia, sofre diretamente os impactos disso e tem toda a sua rotina prejudicada. A doença pode interferir na concentração, no rendimento no trabalho, humor e até nas relações sociais e familiares, fazendo com que o paciente desenvolva, por isso, outros problemas emocionais.

Por ser crônica, muitas vezes a Fibromialgia vem acompanhada de problemas no sono. Em muitos casos o diagnóstico acaba sendo demorado e, devido à frustração por enfrentar tantas dores e não obter mais informações sobre o problema, alguns pacientes também podem desenvolver quadros de Ansiedade e Depressão.

Diagnóstico da Fibromialgia

Justamente por ter sintomas muito variados, é difícil chegar a um diagnóstico preciso. O paciente não apresenta alterações nos exames físicos e laboratoriais, o que torna ainda mais difícil enxergar a doença.

O diagnóstico a ser feito é clínico e psicológico. Geralmente é feito por um médico.

É preciso que o médico tenha bastante conhecimento e saiba tudo o que o paciente está sentindo, bem como seu histórico. A partir disso, ele irá pedir uma série de exames para descartar a possibilidade de outras doenças até concluir que se trata da fibromialgia. Após esta etapa o paciente será orientado a iniciar Fibromialgia Tratamento.

Fibromialgia Tratamento Psicóloga Fabíola Especialista

Fibromialgia tem cura?

Por se tratar de uma doença reumática crônica, infelizmente ainda não existe cura para a Fibromialgia, mas sim Fibromialgia Tratamento.

Existe Fibromialgia Tratamento alternativo que afirma resultados em que o paciente passa a viver sem dor ou sintomas, no entanto, também não é possível falar em cura e como todo tratamento alternativo não existem sólidas comprovações científicas que assegurem tais resultados.

Para a medicina tradicional a Fibromialgia não tem cura, mas não se trata de uma doença progressiva ou degenerativa e ao buscar por Fibromialgia Tratamento adequado muitos pacientes relatam melhora nos sintomas ao longo da vida, podendo conviver pacificamente com a síndrome.

Fibromialgia Tratamento

Por se tratar de uma síndrome que pode surgir por vários motivos, Fibromialgia Tratamento depende da análise de diversos profissionais.

Fibromialgia Tratamento Psicológico SP

Fibromialgia Tratamento Médico

O primeiro profissional a ser procurado deve ser um Reumatologista, pois ele é especializado em tratar doenças nas articulações e músculos. O médico irá concluir o diagnóstico e orientar de acordo com cada caso o Fibromialgia Tratamento mais adequado.

O Fibromialgia Tratamento com Reumatologista poderá incluir medicamentos que serão receitados para aliviar as dores, ajudar na realização das atividades diárias, melhorar a qualidade do sono e até o humor.

 

Fibromialgia Tratamentos Alternativos

Alguns tratamentos alternativos são recomendados pelos médicos, e de acordo com cada caso podem apresentar bons resultados, são eles:

  • Acupuntura
  • Sessões de massagem
  • Fisioterapia
  • Atividades físicas com Acompanhamento

Fibromialgia Tratamento

Fibromialgia Tratamento Psicológico

Fibromialgia Tratamento Psicológico é indispensável uma vez que a doença pode ser diretamente relacionada a fatores emocionais. A Terapia Cognitiva Comportamental é o Fibromialgia Tratamento Psicológico mais indicado pelos médicos, uma vez que tem maiores evidências de resultado positivo com os pacientes.

Serão realizadas sessões semanais que irão proporcionar os seguintes benefícios:

  1. Diminuição da Ansiedade
  2. Compreensão dos gatilhos emocionais
  3. Técnicas de Auto controle
  4. Diminuição dos Sintomas
  5. Aprendizado de como as Emoções podem gerar sintomas
  6. Como modificar a influência negativa das emoções
  7. Maior assertividade para lidar com os sentimentos

O Tratamento para Fibromialgia adequado pode contribuir para um melhor convívio com a doença, diminuindo os sintomas e garantindo um dia a dia mais agradável.

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista em Terapia Cognitiva Comportamental pela USP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *