Isolamento Social na Quarentena – O que é Isolamento Social, As dificuldades do Isolamento Imposto, As Dificuldades da Mudança de Rotina, O sentimento de Solidão, Como Amenizar o Sentimento de Solidão, Como Diminuir Brigas e Discussões em Casa, Sintomas gerados pelo Isolamento Social, Aprendizados gerados pelo Isolamento da quarentena.

 

O que é Isolamento Social

O isolamento social é estar privado das relações sociais. Assim, é uma experiência em que a pessoa precisa estar separada das outras. Isso pode acontecer por vontade própria ( como quando a pessoa está deprimida) ou de forma forçada por alguma razão que seja contra a sua vontade.

No entanto, vale ressaltar a diferença entre Isolamento e Solidão. O sentimento de solidão pode ocorrer, ainda que se esteja acompanhado, se tratando da sensação de estar sozinho. Enquanto que o Isolamento Social é a falta de contato físico nas relações sociais, a solidão é frequentemente associada a sentimento de tristeza e vazio, podendo estar relacionada a outros fatores que não sejam o isolamento social.

O Isolamento Social na Quarentena é uma maneira de isolar as pessoas dentro de suas casas a fim de evitar a disseminação de uma doença contagiosa. Por isso, evita-se o contato físico, e ainda que Isolamento não seja Solidão, este sentimento pode surgir depois de muitos dias em confinamento.

 

As dificuldades do Isolamento Imposto

Existem muitos efeitos negativos que o isolamento imposto pode gerar nas emoções, nos pensamentos e no corpo. Mas porque que sentimos tanta dificuldade em suportar esse momento? Uma das razões, sem dúvida, é que todos somos seres sociais. Ou seja, nos desenvolvemos e fortalecemos emocionalmente através da troca com outras pessoas.

Desse modo, depois de algum tempo privados do convívio e limitados nas atividades podem começar a surgir sentimentos conflitantes como:

  • Medo
  • Ansiedade
  • Incerteza pelo Futuro
  • Tristeza
  • Solidão
  • Irritabilidade
  • Angústia
  • Insegurança

 

Sendo assim, a experiência de passar pelo Isolamento Social forçado pode trazer uma dificuldade maior para lidar com situações estressantes, porque a própria vivência do Isolamento já é um estressor.

Também é mais provável que se sintam deprimidas e com problemas para processar informações ou resolver problemas. Podendo gerar, para algumas pessoas, uma dificuldade com tomada de decisão, armazenamento de informações, concentração e recuperação da memória.

Seguramente, um dos maiores desafios é conseguir gerenciar as emoções e os pensamentos para que esse tempo traga o mínimo de consequências e maiores aprendizados.

 

 As Dificuldades da Mudança de Rotina

A mudança de rotina diante durante o Isolamento Social pode ser um enfrentamento difícil para algumas pessoas. Tudo se alterou abruptamente e é hora de reorganizar a vida.

Como podemos melhorar esse processo?

  • Estabelecer a hora de acordar todos os dias no mesmo horário e se vestir para o trabalho, mesmo que em home office.
  • É importante definir essa rotina conforme as suas atividades e que se encaixe nas necessidades e interesses de todos os membros da família. Isso favorece o vínculo familiar.
  • Procure encontrar tempo para atividades prazerosas como Atividades Físicas ou Jogos em Família.
  • A saudade é inevitável, se possível, crie hábito de comunicação com as pessoas que mais lhe fazem falta como uma forma de diminuir essa distância necessária.

A ausência de rotina pode levar ao sentimento de Tédio, Ócio ou Falta de Sentido. Além disso, sem atividades pode existir uma tendência a passar muito tempo na TV ou nas redes sociais, o que pode levar à sensação de improdutividade e ansiedade por conta do consumo excessivo de notícias.

Sabemos que não é fácil manejar tantas coisas novas. Ainda assim se empenhe para organizar sua nova rotina. Você pode traçar um plano para cada dia da semana, ou um roteiro semanal. Descubra a forma que mais se ajusta às suas necessidades.

 

O sentimento de Solidão

Recentemente, um estudo constatou que 79% da geração Z e 71% da geração Y tem sentimento de solidão na América. E esse resultado não se restringe apenas ao que o isolamento social está causando nas pessoas. É uma realidade já vivida há alguns anos.

O Sentimento de Solidão pode afetar a saúde física e emocional. Por um lado, pode favorecer o agravamento de algumas doenças, como as cardiovasculares, aumento da pressão arterial, entre outras. Quanto à Saúde Mental, pode favorecer Sentimentos de Ansiedade, Raiva, Tristeza, Angústia, Vazio, contribuindo para o surgimento de Depressão, Diminuição do Otimismo e da Autoestima.

Vale lembrar que esta situação de Isolamento Social é completamente nova e estamos nos adaptando. Ter um tempo sozinho não faz mal e nem significa solidão.

  • Aprecie seu tempo Sozinho
  • Valorize o tempo e trocas com que está perto de você neste período
  • Busque formas de se aproximar de quem está longe fisicamente
  • Esteja atento ao Sentimento de Solidão e como lidar com ele.

 

Como Amenizar o Sentimento de Solidão

É hora de se reinventar. Pense em algumas possibilidades amenizar o sentimento de solidão diante desse momento crítico:

 

  1. INTERAJA COM AMIGOS E FAMILIARES ATRAVÉS DE CHAMADAS DE VÍDEO

Essa é uma maneira de conectar visivelmente com eles. Então, evite apenas enviar e responder mensagens ou falar ao telefone. Tenha um tempo de se falarem ao vivo.

 

  1. PRATIQUE BONDADE E GENTILEZA COM AS PESSOAS

Seja paciente com o próximo, leve um chocolate a porta seu vizinho, por exemplo. Por mais que exista o distanciamento social, ainda é possível estabelecer conexões.

 

  1. TOME SOL ESTANDO CONECTADO ÀQUELE MOMENTO

Vá em algum local da sua casa e pegue pelo menos um pouco de sol. Ao estar ali, respire fundo e sinta o ambiente e suas sensações. A vitamina D proveniente do sol é essencial ao corpo.

 

  1. FAÇA PARTE DE UMA COMUNIDADE COM INTERESSES EM COMUM

E, assim, mantenha contato para compartilharem pensamentos e atos positivos, pois todos se fortalecerão.

 

  1. FAÇA ATIVIDADES ONLINE

Participe de aulas online pelo YouTube, assista palestras, aproveite as dicas de receitas de comidas, faça exercícios com professores por vídeo, ou qualquer outra atividade de seu interesse que se possa buscar online.

Ter criatividade para preencher o tempo com práticas prazerosas e evitar imersão em notícias negativas é essencial para o atual momento de quarentena.

 

Como se aproximar das pessoas em período de Distanciamento Físico imposto

Mesmo que o contato físico não seja permitido nesse período de Isolamento Social, podemos fortalecer nossos vínculos e conexões afetivas:

  • Se dentro de sua casa há mais pessoas, então, evite ficar muito tempo sozinho no quarto
  • Organize eventos online com vários amigos ou familiares juntos
  • Todos os dias, escolha uma pessoa para conversar por vídeo
  • Escolha um curso online onde há chats para interagir com os outros alunos
  • Faça exercícios em casa por meio de aula online. Isso o ajudará a se manter em movimento, o que auxilia na saúde física e mental.

Como Diminuir Brigas e Discussões em Casa

Aproveite esse momento de isolamento social e adquira ou melhore suas habilidades para relacionamentos.

Somente você, na sua dinâmica familiar, vai conseguir encontrar um ponto de equilíbrio, contudo, aqui estão algumas sugestões do que você pode fazer para minimizar os efeitos do excesso de convivência:

 

  • Tenha empatia ao compreender que todos ali estão passando por desafios internos e também para manter uma boa convivência
  • Faça uma reunião em família para abordarem quais as melhores práticas para o cotidiano
  • Crie um roteiro de atividades divertidas a fim de diminuir a tensão
  • Planeje uma rotina fácil de seguir, para diminuir a dificuldade e descontinuidade
  • Tenha um tempo sozinho para refletir a fim de renovar as suas energias
  • Tenha respeito pelo funcionamento e tempo do outro

Sintomas gerados pelo Isolamento Social

Não é a primeira vez que a humanidade passa por Isolamento Social, e já foram observados alguns sintomas durante este período:

  1. Crises de Ansiedade
  2. Crises de Pânico
  3. Sintomas Depressivos
  4. Desesperança
  5. Aumento do Estresse
  6. Aumento da Ansiedade
  7. Sensação de Aprisionamento
  8. Sensação de Falta de Controle
  9. Alterações de Humor
  10. Alterações de Sono
  11. Alterações de Apetite

É importante estar atento para avaliar o surgimento, continuidade e frequência com que estes sintomas se fazem presentes. Além disso é necessário avaliar qual o impacto deles na funcionalidade da vida e cotidiano, para não perder tempo em buscar ajuda psicológica quando for preciso.

Leia mais sobre Efeitos Psicológicos da Quarentena

Aprendizados gerados pelo Isolamento da quarentena

Não é fácil! Porém, tentar enxergar os problemas por uma perspectiva positiva contribui para um melhor enfrentamento da quarentena. Cada pessoa vai fazer isso do seu jeito e encontrar os seus aprendizados individualmente.

Porém se você precisar de uma forcinha para pensar nisso, aqui temos reflexões válidas para este momento:

  • Como está indo sua vida? Você está feliz com suas escolhas de vida?
  • Avalie o que de fato é importante para você.
  • Como andava o seu consumismo? O que você realmente precisa ter?
  • Como estava sua conexão com sua Família e como você quer que esteja depois disso?
  • Desenvolva Capacidade de adaptação diante de uma situação adversa, se permita desenvolver novas habilidades.
  • Reavalie a necessidade de Controle. Esse período nos mostra o quanto a vida é instável e dinâmica. Tudo muda e pode mudar o tempo todo…

E você, tem vivido uma vida que vale a pena?

 

Conheça a Psicóloga Fabíola

 

Psicóloga Fabíola Luciano

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

CRP 104468

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!