Efeitos Psicológicos da Quarentena – Surgimento, Consequências da Quarentena e Dicas para Minimizar seus Impactos Negativos.

Surgimento da Quarentena

A quarentena surgiu pela primeira vez em Veneza, na Itália, no ano de 1127 por causa da doença de Hanseníase. Posteriormente, foi usada também para outras doenças como a Peste Negra e hoje com o Coronavírus, na China e em praticamente todos os países do mundo.

Se trata da separação e restrição de movimentação de pessoas devido a uma doença contagiosa. E, assim, com essa medida há redução ao risco de infectar outras pessoas.

Logo, a pandemia Covid-19 levou as autoridades a adotarem a medida de Quarentena como forma de conter os efeitos devastadores do contágio em massa, também de acordo com a determinação da OMS – Organização Mundial da Saúde.

 Efeitos Psicológicos da Quarentena

Sem dúvida, é uma maneira eficaz de impedir a transmissão do vírus, mas tende a causar Efeitos Psicológicos como: Medo, Ansiedade, Solidão, Tristeza, Estresse Pós-Traumático e outros.

Efeitos Psicológicos da Quarentena

Como podemos perceber, a restrição de liberdade de ir e vir e contato social está afetando muito o equilíbrio emocional de muitas pessoas. Com o passar dos dias a tensão pode aumentar e com isso os sintomas tendem a se manifestar de forma mais intensa. Desta forma, o grande desafio deste momento é cuidar da nossa saúde mental e amenizar os Efeitos Psicológicos da Quarentena.

Cada pessoa vai responder de uma maneira, apesar disso, vamos falar de algumas possíveis Consequências da Quarentena:

• Ansiedade

O momento é de Incerteza. E essa Certeza nos angustia. Muitos fatores podem levar ao Aumento da Ansiedade na Pandemia.

A busca excessiva por informações do Coronavírus pode gerar mais ansiedade, pois a pessoa deseja consumir conteúdo para se sentir segura, no entanto, o efeito pode ser contrário. Quanto mais dados de contaminados e óbitos, mais ansiedade.

A falta de controle que a pandemia nos impõe é outro fator difícil de administrar, especialmente para os mais ansiosos e controladores. As coisas mudarem tão rápido, sem saber o que acontecerá daqui a algumas horas, pode trazer ainda mais angustia, levando algumas vezes à sintomas físicos, como: Taquicardia, Sudorese, Falta de Ar, entre outros.

Além disso lidamos com o sentimento de Insegurança pela possibilidade de perder estabilidade financeira, emprego, uma pessoa querida, ou mesmo de se contaminar. Tudo isso causa Ansiedade.

Efeitos Psicológicos da Quarentena Ansiedade

• Medo

O Medo é um Sentimento parceiro da Ansiedade. Está relacionado ao desejo intenso de que aquela situação que tememos nunca venha a acontecer, porém, quase como uma brincadeira de  mau gosto, nossa cabeça nos confunde. Tudo aquilo que tememos, fica grande dentro de nós e pode gerar uma sensação contrária, de que aquela situação vai realmente acontecer, ou já está acontecendo.

Essa sensação gera ainda mais Medo!

O medo afeta a todas as pessoas nas mais diferentes situações, tem a ver com tudo que queremos ter, e por consequência, tudo que não queremos perder.

Sentir medo é normal, o que precisamos é reconhecer o de que medo estamos falando, para poder criar formas mais saudáveis de lidar com ele.

Efeitos Psicológicos da Quarentena Medo

E para você, quais medos a Quarentena tem evidenciado?

• Incerteza sobre o Futuro

Outro Efeito Psicológico da Quarentena é a Incerteza sobre o Futuro. Devido a isso, a pessoa pode entrar em desespero porque vivemos uma situação de Incerteza, Insegurança e Instabilidade. Todas as certezas passam a ser relativizadas e não sabemos o que vai ser depois. Então, perguntas relacionadas à Incerteza podem surgir de forma constante e angustiante:

  1. Como serão os próximos dias?
  2. Será que perderei meu emprego?
  3. E se a comida faltar?
  4. Quem estará comigo depois que isso acabar?
  5. Será que vou me contaminar?
  6. Será que vou perder alguém que amo?

O sentimento de que o futuro é incerto pode causar angústia diária.

• Solidão

Solidão não é estar sozinho. É um vazio dentro de si e não apenas pelo fato de estar só. Há pessoas rodeadas de gente que sentem solidão. Assim como existem pessoas que estão a sós e gostam de sua própria companhia.

Ou seja, não é mandatório sentir Solidão nesse período.

Assim, a Solidão pode se tornar mais evidente para pessoas que tinham hábito frequente de se reunir, sair, estar em eventos sociais sempre com contato físico, além disso, também pode vir à tona um sentimento de Solidão que já existia antes mesmo da Quarentena.

Efeitos Psicológicos da Quarentena Solidão

Leia Mais sobre Isolamento Social na Quarentena

• Irritabilidade

A impossibilidade de ir e vir a qualquer hora, alteração de rotina e tédio podem levar à Irritabilidade.

Também as privações dos locais públicos, o uso imposto do álcool em gel, máscaras, lavar as mãos com água e sabão e todo o ritual necessário com cada produto ou pessoa que chega em casa tende a aumentar a Irritabilidade.

• Tristeza – Efeitos Psicológicos da Quarentena

As notícias ruins são uma das principais causas da tristeza nesse período de quarentena. Especialmente se um familiar ou amigo foi contaminado pelo vírus.

Também o fato das empresas fecharem, aumento do desemprego, cenário político, instabilidade financeira são alguns dos fatores que podem fazer o sentimento de tristeza mais presente como uma Consequência da Quarentena.

Efeitos Psicológicos da Quarentena Tristeza

• Sensação de Falta de Controle

Tudo é instável. As notícias e decisões de hoje podem mudar completamente amanhã. Mudanças constantes se fazem necessárias de uma hora para a outra. Não podemos mais sair de casa, trabalho em home office, as crianças não tem mais aula, em resumo, o controle sobre nossas próprias vidas está suspenso.

Perder as garantias e seguranças assim, de forma inesperada e indeterminada, pode ser potencialmente ansiogênico, e nos fazer sentir constantemente a Sensação de Falta de Controle.

• Medo de Perder Pessoas queridas

Com o aumento do número de mortes, cenário mundial em crise e potencial letal do Coronavírus, é inevitável temer pelas pessoas que amamos. Pessoas que tem familiares em grupo de risco, os mais vulneráveis, tem ainda mais tendência de conviver com essa angústia.

Saber que muitas pessoas foram contaminadas e que a morte é uma possibilidade após a contaminação leva ao sentimento de medo de perder pessoas próximas e importantes para nossa vida.

• Medo de se Contaminar

Devido o contágio fácil e em massa, o medo de se contaminar pode ser vivenciado de forma mais alarmante para algumas pessoas, que tendem a sentir sua ansiedade aumentada e investir mais tempo do que o normal em rituais de limpeza e higienização. Além disso, nestes casos, qualquer ocasião em que seja preciso sair de casa pode ser um conflito interno imenso.

Medo contaminação COVID-19

• Medo da Morte

Um dos Efeitos Psicológicos da Quarentena mais comuns é o Medo da Morte. É natural, porque estamos diante de uma situação desconhecida em que a Morte se faz presente. Ver notícias sobre os mortos no Brasil e nos demais países nos coloca diante de uma realidade terrível e é difícil administrar isso emocionalmente.

Não fomos preparados para lidar com a Morte, é um tema muito delicado. Não gostamos de pensar no fim, especialmente quando isso envolve as pessoas que amamos. Esse medo pode levar à alterações na rotina, oscilações de humor e alterações de sono e apetite.

• Estresse Pós Traumático como Efeitos Psicológicos da Quarentena

O Estresse Pós Traumático é um Transtorno Psicológico que afeta pessoas que viveram situações que colocaram em risco a sua vida ou integridade física, bem como a de pessoas próximas.

Ou seja, diante de uma Pandemia, onde a contaminação por um vírus perigoso se espalha é esperado que as pessoas lutem para sobreviver à situação. Porém, depois, é possível que pessoas que foram contaminadas, que tiveram familiares contaminados, ou que viviam em iminência de ser contaminado – Como os profissionais de Saúde – podem desenvolver o Estresse Pós Traumático.

Entenda melhor o que é o Estresse Pós Traumático.

Dicas para lidar com Efeitos Psicológicos da Quarentena

Cada pessoa vai viver esse momento de uma forma particular, portanto nenhuma solução funcionará para todos. O importante é buscar alternativas que funcionem para você!

Se precisar de uma ajudinha para pensar, aqui temos algumas possibilidades:

Como lidar com Efeitos Psicológicos da Quarentena

1 – Estabeleça uma rotina

• Caso esteja trabalhando em home office estruture o seu tempo como um dia de trabalho regular e normal. Então, arrume-se como de costume e tenha intervalos.

• Planeje atividades em que todos fiquem ocupados, inclusive, as crianças.

• Distribua as tarefas entre todos os membros da família.

• Tente criar uma programação diária, mas seja flexível.

2 – Movimente-se!

Sabemos que é um desafio fazer exercícios em casa, requer disciplina e motivação, o que pode ser difícil de encontrar nesse momento. De qualquer forma, tente!

Comece devagar, com pouquinho tempo. Descubra a melhor atividade para você: Yoga, Alongamentos, Dança, Exercícios Funcionais, não importa… O que vale é experimentar! A atividade física neste período faz muito bem para o corpo, mas também para a mente!

3 – Comunique-se!

• Embora esteja em quarentena e saibamos que nada paga o contato físico, você ainda pode se comunicar através de vários recursos tecnológicos! Então, marque uma hora com amigos e pessoas importantes para se verem e conversarem.

Também pode ser um bom momento para ampliar o vínculo e diálogo com as pessoas que partilham o espaço contigo. Se você vive em família, ou com amigos, aproveite para reforçar a comunicação durante este período. A rotina antes disso tudo nos distanciou muito, é uma excelente hora para reaproximar.

4 – Faça refeições junto com outros membros da família

• Se estiver com algumas pessoas em casa, então, façam a refeição juntos

• Se programem para fazer um lanche ou cozinhar de forma cooperativa.

A cozinha pode trazer momentos de troca e alegria, explore e desfrute disso!

5 – Participe de um grupo de Apoio Emocional

• Caso apresente Efeitos Psicológicos da Quarentena como os citados acima, participe de um grupo de apoio. Assim, encontrará ajuda, suporte e pessoas com quem partilhar experiências semelhantes.

• Essa iniciativa pode lhe proporcionar um senso de comunidade e fortalecimento emocional.

6 – Faça Terapia Online

O maior desafio desta Quarentena é manter em dia a nossa Saúde Emocional. Quando as coisas não vão bem dentro de nós, nos nossos pensamentos e emoções, nada fica bem.

A terapia ajuda muito a atravessar períodos difíceis, então, para te auxiliar a passar por esta situação, busque por Terapia.

7 – Evite sobrecarga de Informações sobre a Pandemia

• As notícias já são difíceis. Além disso, infelizmente, muitas fake news circulam nos mais variados meios de comunicação. Por isso, evite estar muito tempo em busca de informações sobre número de contaminações e óbitos.

• Leia livros, ouça músicas e explore outras atividades, em substituição à passar todo o tempo em noticiários sobre o tema.

Como visto, existem muitos Efeitos Psicológicos ocasionados pela Quarentena. É momento de reavaliarmos prioridades, o que realmente é importante e nos fortalecermos para passar por este período.

Se cuide, física e emocionalmente!

Não basta focar em não se contaminar, e viver angustiado dentro de casa. O cuidado é de fora para dentro, mas também de dentro para fora.

 

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

 

Psicóloga Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

CRP 104468

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato!