Autoestima Baixa, Baixa estima, Problemas de Autoestima… Nomenclaturas diferentes para o mesmo problema.

Recebo muitas dúvidas sobre autoestima e aqui seguem algumas questões simples para deixar mais clara compreensão deste tema tão sério que afeta muitas pessoas silenciosamente. Se você tem problemas de autoestima ou conhece alguém que tenha, talvez você precise saber:

 

1) Apesar de ser potencialmente incapacitante a Autoestima Baixa não é uma doença, ela está relacionada à forma como você se vê.

Não existe diagnóstico para pessoas com Autoestima Baixa, isso porque este é um problema de construção da forma de se enxergar e não uma doença. Pessoas com uma boa autoestima tendem a olhar para si mesmos de forma positiva e enxergam prioritariamente seus atributos o que gera uma confiança maior, já a pessoa que tem Autoestima Baixa tende a observar o contrário, colocando seus defeitos e limitações sempre a frente. Isso é chamado de Autoestima Baixa.

Autoestima Baixa Psicólogo SP

2) Diferença entre Autoestima Baixa e momentos de insegurança ou descontentamento consigo mesmo.

Todos nós em algum momento da vida passaremos por situações que nos levarão a sentir medo, insegurança, ou em que teremos dúvida sobre nossas capacidades. Isso é absolutamente natural e faz parte da vida, então se você vivencia estes sentimentos de forma circunstancial não significa que você tenha problemas de Autoestima.

A Autoestima Baixa independe do momento de vida, pois tanto em situações novas e desafiantes como em situações corriqueiras a pessoa tenderá a se enxergar negativamente, desacreditando em si mesma e, muitas vezes, se comportando desta forma desacreditada.

 

3) A autoestima baixa não está relacionada à idade.

Ou seja, ela pode se desenvolver tanto na infância relacionada às vivências pertinentes a esta fase, quanto na adolescência ou fase adulta. Em geral, adultos com Autoestima Baixa já passaram por esta construção negativa em fases anteriores, mas pode ela também pode surgir sem que haja nenhum histórico após um evento traumático, por exemplo: Divórcio, Desemprego, etc.

Autoestima Baixa Tratamento SP

4) A Autoestima Baixa pode prejudicar seu desempenho.

Pacientes que sofrem com baixa estima tendem a desacreditar de si mesmos e isso faz com que antes mesmo de tentar realizar suas conquistas, eles desistam. Isso acontece porque a falta de confiança é tão grande que a pessoa deixa de se movimentar em direção ao que quer, fazendo com que o resultado desejado não venha e ela sinta que realmente não é capaz.

5) Baixa autoestima não é sinônimo de Depressão.

Muitas pessoas tem uma Autoestima muito baixa, mas não são portadoras do diagnóstico da Depressão. São coisas distintas, mas o que gera esta confusão é que muitos pacientes que tem Depressão sofrem com Autoestima Baixa, dentre outros transtornos psicológicos.

Autoestima Baixa Psicologa Fabioa

6) Autoestima Baixa tem Tratamento!

Para quem sofre com a Auto estima Baixa pode parecer impossível modificar a maneira tão depreciativa como se enxerga, no entanto isso é possível! Algumas mudanças de comportamento e pensamento ajudam neste processo, tais mudanças podem ser conquistadas no processo de Terapia com Psicólogo.

O Tratamento Psicológico para Autoestima Baixa tem inúmeras ferramentas para facilitar este caminho em direção a construção de uma visão mais positiva de si mesmo.

Se você tem sentido que a Baixa Autoestima tem prejudicado sua vida não deixe de procurar e iniciar uma Terapia. Mudando a forma como você se reconhece você mudará a forma como se relaciona com tudo ao seu redor, tendo como resultado mais confiança e segurança em si mesmo!

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *