Transtorno de Personalidade Borderline

transtorno

O que é Transtorno de Personalidade Borderline?

O Transtorno de Personalidade Borderline está na categoria dos Transtorno de Personalidade, podendo se iniciar no final da adolescência,  porém, com maior incidência e desenvolvimento na idade adulta. Tem como principais características a oscilação de humor, impulsividade, instabilidade emocional, sentimentos intensos de abandono e sentimentos polarizados (Muita raiva X Muito amor – Tudo está ótimo X Tudo está péssimo).
O portador do Transtorno de Personalidade Borderline vivencia um padrão de dificuldade em manter o equilíbrio nas relações interpessoais, em geral são pessoas que tem um histórico de relações difíceis no trabalho, com a família, cônjuge ou amigos.

Causas do Transtorno de Personalidade Borderline

O Transtorno de Personalidade Borderline ainda não tem causas comprovadamente determinantes. Entende-se possível relação com causas genéticas, além disso, estudos mostram que situações traumáticas presentes na história de vida desde a infância podem ser desencadeadoras, bem como a junção dos dois fatores.

Sintomas Transtorno de Personalidade Borderline

  • Alterações Drásticas de Humor ao longo do dia
  • Dificuldade para Controlar os Sentimentos e Emoções
  • Muito Medo do Abandono ou de Ficar Sozinho na Vida
  • Medidas Desesperadas e Impulsivas para evitar o Abandono
  • Impulsividade
  • Baixa Autoestima
  • Sensação de Solidão
  • Dificuldade em Aceitar Críticas
  • Dificuldade nos Relacionamentos
  • Relacionamentos Intensos e Conturbados
  • Não Medir Consequências e Riscos
  • Visão Depreciativa Sobre Si Mesmo
  • Sentimento de Raiva Intensa e Desproporcional ao acontecimento
  • Pensamentos Paranóicos (Acreditar em coisas que não são verdadeiras, Se sentir perseguido)

personalidade-borderline-

Informações sobre o Transtorno de Personalidade Borderline

  • 2% da população em geral possuem diagnóstico de TPB
  • É mais comum em Mulheres (Cerca de 75%) contra 25% em Homens
  • Os primeiros sinais do Transtorno podem surgir no início da adolescência, mas se evidencia na idade adulta.

 

Risco de Tentativa de Suicídio

No Transtorno de Personalidade Borderline existe risco de tentativas de suicídio. Isso varia de acordo com a gravidade da doença no paciente. Em geral este risco se apresenta pelo perfil de impulsividade, quer dizer que não se trata de uma tentativa de suicídio planejada como em outros transtornos, porém, em um momento de descontrole maior a pessoa pode ver o suicídio como uma alternativa e engajar-se em uma tentativa.

O tratamento prevê esta possibilidade de nos casos mais graves estabelece uma conduta terapêutica para minimizar danos.

personalidade-borderline

Possíveis Doenças Associadas

Pesquisas indicam que pacientes com diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline tem um risco maior para desenvolverem outras doenças (Comorbidades). Algumas comorbidades possíveis são:

  • Transtornos Alimentares (Compulsão Alimentar, Anorexia e Bulimia)
  • Comprar Compulsivo
  • Depressão
  • Transtornos de Ansiedade
  • Transtorno Bipolar
  • Abuso de substâncias
  • Outros Transtornos de Personalidade

 

Diagnóstico de Personalidade Borderline

Um grande problema que encontramos em relação ao início do Tratamento é a demora no diagnóstico. Na maioria dos casos, os pacientes levam anos para terem o diagnóstico correto e o grande problema disso é que a pessoa convive com a intensidade dos sintomas sem saber o que fazer e como buscar ajuda. Isso gera dificuldades nas relações com seus parceiros, familiares e amigos, bem como na esfera profissional e financeira, dentre outros.

Por isso é extremamente importante a busca de um profissional especializado, de forma a receber um diagnóstico rapidamente e então poder iniciar a conscientização sobre o Transtorno e o Tratamento.

personalidade-borderline

Tratamento Transtorno de Personalidade Borderline

O tratamento para a o Transtorno de Personalidade Borderline é um tratamento de longo prazo, feito em conjunto com o Psiquiatra e Psicólogo.
O psiquiatra irá indicar a medicação adequada ao paciente (Antidepressivos, Estabilizadores de Humor ou Calmantes) e fazer o acompanhamento de modo a ajudar na diminuição dos sintomas.
O acompanhamento com o psicólogo será feito semanalmente e proporcionando ao paciente o desenvolvimento emocional e controle dos sentimentos favorecendo um maior equilíbrio, estabilidade e a redução dos sintomas gradativamente.

A Psicoterapia tem um papel indispensável no Tratamento. Existem diversas formas de Terapia, porém há um Tratamento Especializado para Borderline, que traz mais resultados e oferece maior controle dos sintomas, caso queira ler mais a respeito, aqui falo um pouco sobre ele:

Borderline Tratamento Especializado

Fabíola Luciano – CRP 104468
Psicóloga especialista pela Universidade de São Paulo – SP.