personalidade-antissocial

Conheça as Principais Características, Possíveis Causas e Sintomas do Transtorno de Personalidade Antissocial.

 

O que é Transtorno de Personalidade Antissocial?

Segundo o DSM-IV (Manual de Transtornos Mentais), o Transtorno de Personalidade Antissocial caracteriza-se essencialmente pelo padrão invasivo de desrespeito e violação dos direitos alheios, mas não se trata de uma simples desconsideração pontual como qualquer um de nós está sujeito a passar com alguém que amamos, o Transtorno de Personalidade Antissocial vai muito além disso: Trata-se de uma total falta de empatia em relação aos demais, um egoísmo profundo e uma incapacidade de experimentar sentimentos como o amor.
>As pessoas que virão a apresentar esse transtorno geralmente desenvolvem  um outro tipo de distúrbio na infância ou adolescência: o Transtorno de Conduta. Para falarmos sobre Transtorno de Personalidade Antissocial, antes vamos entender do que se trata o Transtorno de Conduta.

O que é o Transtorno de Conduta?

Este transtorno é caracterizado por padrões de conduta socialmente inadequados, agressivos, que violam normas sociais ou direitos individuais, sendo uma das maiores causas de encaminhamento psiquiátrico infantil. É muito importante o tratamento ser iniciado logo nos primeiros sintomas, que podem surgir na fase infantil ou adolescente:

  • Agressividade excessiva,
  • Crueldade com outras pessoas ou animais,
  • Condutas incendiárias ou depredação de patrimônio,
  • Roubos/furtos,
  • Abuso sexual
  • Mentiras recorrentes
  • Violações sérias de regras são alguns dos sinais que indicam transtorno de conduta.

Quando esse transtorno se apresenta antes dos 10 anos, observa-se frequentemente também o déficit de atenção e hiperatividade ( 43% dos casos). Quanto mais cedo o transtorno de conduta aparecer, mais provável que o Transtorno de Personalidade Antissocial se estenda até o longo da vida da pessoa, portanto, quanto antes o tratamento for iniciado, melhor.

É importante dizer que é mais frequente entre os 12 e 14 anos, geralmente no sexo masculino ( 4 vezes mais do que no feminino).

Tipos de Transtorno de Conduta:

  1. Com Início na Infância: Quando há surgimento de pelo menos um critério importante antes dos 10 anos
  2. Com Início na Adolescência: Quando nenhum dos critérios aparece antes dos 10 anos, todos surgem posterior a esta idade.
  3. Início Inespecificado: Quando não há idade conhecida para o desenvolvimento do Transtorno de Conduta

transtorno de conduta

Diagnóstico de Transtorno de Personalidade Antissocial

O Transtorno de Personalidade Antissocial é diagnosticado por um psicólogo em conjunto com o psiquiatra, a partir dos 18 anos, quando há o histórico de transtorno de conduta e, torna-se evidente entre os 20 e 30 anos. Este transtorno é um tipo de condição mental crônica onde o pensar, perceber, sentir e se relacionar com os outros podem se tornar disfuncionais e destrutivos.
Estes indivíduos não distinguem o que é certo ou errado e, desconsideram totalmente os desejos, direitos e sentimentos ao próximo, ou seja, ocorre a ausência total de empatia.

Como reconhecer pessoas com Personalidade Antissocial?

As pessoas com esse transtorno tendem a ser hostis, manipuladoras e a tratar as pessoas com dureza, frieza, indiferença e insensibilidade. Com certa frequência podem violar leis, causar problemas sem apresentar nenhum sentimento de culpa ou remorso e são incapazes de cumprir quaisquer tipos de compromissos ou responsabilidades se isso não for do seu interesse.

É preciso atentar ao fato de que pela característica de manipulação pode ser difícil reconhecer inicialmente as verdadeiras intenções de um psicopata. Muitas vezes, construímos um imaginário de uma pessoa muito fria e ao se deparar com alguém extremamente sedutor e agradável, podemos ser enganados por uma máscara que se sustenta manipulando a real personalidade; a maioria dos portadores do diagnóstico de Transtorno de Personalidade Antissocial não se apresentam como realmente são, e sim sendo pessoas bem intencionadas e até prestativas ou generosas.

Causas:

Apesar de ainda ser um mistério, estudos indicaram que fatores constitucionais ou ambientais podem estar envolvidos no desenvolvimento desse transtorno. Observou-se também que, grande parte dos portadores tem um histórico de problemas familiares e sociais. Por exemplo:

  • Criança que sofreu privação afetiva;
  • Mãe com transtorno de personalidade antissocial ou qualquer outro distúrbio mental;
  • Pais negligentes;
  • Crianças que cresceram em ambiente hostil ou em meio à discórdia conjugal;
  • Pais violentos, agressivos;
  • Abuso sexual na infância;
  • Fatores genéticos ou fisiológicos.

    Sintomas Transtorno de Personalidade Antissocial

  • Atitudes agressivas e brigas frequentes;
  • Não se importar com a segurança pessoal ou de outras pessoas;
  • Roubos/ furtos;
  • Manipular pessoas para atingir objetivos;
  • Mentiras frequentes;
  • Infringir leis;
  • Ausência total de culpa ou remorso pelas ações cometidas;
  • Arrogância;
  • Irritação frequente;
  • Egocentrismo, senso de superioridade, vaidade e exibicionismo;
  • Uso de artifícios como charme e sagacidade para manipular pessoas para um benefício próprio.

Pessoas com este diagnóstico não deixam de apresentar comportamentos antissociais, trata-se de um estado crônico, que pode variar para um ou outro comportamento, mas todos tendo em comum a prevalência de suas vontades e em detrimento de qualquer mal estar que possa ser causado aos outros.

transtorno de personalidade antissocial

Diagnóstico:

O diagnóstico geralmente é feito por um Psiquiatra ou Psicólogo e somente é possível em pessoas acima dos 18 anos, com histórico de Transtorno de Conduta antes dos 15 anos. Se o paciente apresentar mais de 18 anos, porém não reunir sintomas suficientes para o  para o diagnóstico de Transtorno de Personalidade Antissocial, então em geral é feito o diagnóstico de Transtorno de Conduta, mas ambos devem ser feitos por profissionais especializados.

Vale ressaltar que outros transtornos podem ter características parecidas com o Transtorno de Personalidade Antissocial e, podem ser confundidos pelos familiares, por isso, o aconselhamento e acompanhamento é de extrema importância tanto para que o diagnóstico seja assertivo, quanto para que seja possível pensar em tratamento.

Tratamento para Transtorno de Personalidade Antissocial

Infelizmente este é um tipo de transtorno que não costuma apresentar boa resposta para a intervenção medicamentosa e psicoterápica; isso quer dizer que os resultados para Tratamento de Transtorno de Personalidade Antissocial não são muito animadores no caso de adultos, no entanto é imprescindível que a família entenda o problema e possa aprender a lidar com a dinâmica tão peculiar destes pacientes. Se você percebe que alguém próximo possa apresentar os sintomas descritos para Personalidade Antissocial, ou que sua criança ou adolescente apresentam sintomas de Transtorno de Conduta não deixe de buscar acompanhamento para realizar o diagnóstico e entender a conduta terapêutica mais adequada.

Conheça a Psicóloga Fabíola Luciano

 

Psicóloga Fabíola Luciano – CRP 104468

Especialista pela Universidade de São Paulo – USP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *