Transtorno de Défict de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

tdah

O que é TDAH?

O Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade é um transtorno que aparece na infância e permanece por toda a vida em cerca de 70% dos casos. O TDAH apresenta três características marcantes nas quais se baseiam os sintomas: Desatenção, Impulsividade e Hiperatividade Física e Mental.

Tipos de TDAH:

A partir da predominância dos sintomas são classificados três tipos de TDAH:

  1. Tipo predominantemente desatento (Aparecem mais sintomas de Desatenção);
  2. Tipo predominantemente hiperativo – impulsivo (Aparecem mais sintomas de Hiperatividade de Impulsividade);
  3. Tipo combinado (Todos os sintomas se manifestam simultaneamente).

Causas do TDAH

Por se tratar de um transtorno muito complexo, que se manifesta de inúmeras formas e com sintomas combinados ainda é difícil identificar precisamente a causa do TDAH. Muitos especialistas concordam com uma origem multifatorial, ressaltando a influência ambiental e genética, porém, ainda é preciso investigar muito a respeito das possíveis causas do transtorno. A princípio, teríamos:

  • Fatores Neurobiológicos – Genética e anormalidades cerebrais;
  • Fatores Ambientais – Baixo peso, infecções, tabagismo na gestação.

Sintomas TDAH

Os sintomas são subdivididos dentro dos tipos de TDAH existentes e são utilizados critérios bem específicos para que se possa chegar ao diagnóstico.

Sintomas de Desatenção

  • Perder constantemente seus objetos
  • Dificuldade para manter – se atento em deveres de casa
  • Dificuldade para manter- se atento em atividades propostas
  • Dificuldade para seguir regras estabelecidas
  • Erros frequentes nas atividades escolares e rotinas de casa por não ter absorvido a informação
  • Rendimento escolar instável
  • Não escutar quando estão falando com ele
  • Não percebe detalhes
  • Esquecimento constante
  • Se distrair muito facilmente com estímulos externos

Sintomas de Hiperatividade – Impulsividade

  • Não tolera ficar muito tempo parado
  • Não consegue esperar sua vez – seja para falar, ou para realizar alguma atividade
  • Não consegue e nem gosta de participar de brincadeiras mais calmas
  • Agitação constante
  • Não consegue ficar muito tempo quieto na sala de aula, está sempre se mexendo, balançando pés ou mãos
  • Não gosta de ficar muito tempo sentado na cadeira, mesmo em atividades que exijam tal comportamento
  • Dificuldade para interagir com outras crianças em decorrência da impulsividade – pode vir a sofrer exclusão do grupo

Vale lembrar que um sintoma isolado não deve ser encarado como TDAH, para ser diagnosticado com TDAH é preciso que haja frequência de vários sintomas dos dois tipos ao mesmo tempo há pelo menos 06 meses, com prejuízo ao desenvolvimento da criança. Além disso, é preciso isolar qualquer possibilidade de alteração de comportamento externa (Ex: Separação dos pais, Nascimento de um irmão).

Tratamento para TDAH

O tratamento deve envolver uma equipe multidisciplinar especializada de acordo com a necessidade de cada caso (Psicólogo, Psicomotricista, Neurologista, Psiquiatra, Fonoaudiólogo). No acompanhamento psicológico é preciso ter um trabalho bem focado e estruturado de modo melhorar a qualidade de vida do paciente em todos os aspetos de sua vida.
Aqui no consultório o tratamento para TDAH contempla alguns pilares importantes, dentre eles:

  1. Treino de Solução de Problemas – Ajudar o paciente a buscar formas mais efetivas de lidar com os problemas, conferindo – lhe maior autonomia e segurança na tomada de decisões;
  2. Treino de Habilidades Sociais – Minimizar comportamentos que possam influenciar negativamente os relacionamentos;
  3. Estabelecimento de Agenda – Com a agitação constante, principalmente mentalmente é difícil se organizar, trabalharemos nesta evolução;
  4. Treino de Diminuição da Ansiedade;
  5. Treino de Assertividade – Diminuir comportamentos impulsivos, substituindo os por comportamentos assertivos;
  6. Autoestima – Mudança na forma como ele se vê, aumentando a confiança e bem-estar;
  7. Reavaliação da rotina – Incluir atividades que possam contribuir no desenvolvimento e se for o caso modificar atividades que aumentem os sintomas.

O tratamento para TDAH é de longo prazo e produz mudanças comportamentais importantes para o paciente. Entre em contato e agende uma consulta para construirmos juntos uma nova história.
Fabíola Luciano – CRP 104468
Psicóloga especialista pela USP.